Tigre: Treinador pede mais concentração ao time

Ele acredita que o time teve mais posse de bola que o Boa Esporte, mas não conseguiu marcar nas poucas oportunidade que apareceram

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Varginha/MG

- PUBLICIDADE -

Para o técnico Itamar Schulle, a desconcentração na bola parada foi determinante para a derrota do Tigre em Minas Gerais. Ele acredita que o time teve mais posse de bola que o Boa Esporte, mas não conseguiu marcar nas poucas oportunidade que apareceram. “Determinante foi a desconcentração em alguns fatores. Foi um jogo equilibrado e de poucas oportunidades. A nossa equipe teve posse de bola maior do que o adversário e concluiu mais que o adversário. Foram nove conclusões contra seis do adversário, mas eles, das seis, três concluiu no gol e marcou dois. Nós concluímos três e não conseguimos marcar. A desconcentração da bola parada, falta a conversa para encaixar a marcação e não deixar o jogador vir sozinho. Isso passa por uma desatenção, assim como foi no segundo gol. O que nos chama a atenção é que tudo foi trabalhado e falado. O diagnostico da equipe do Boa foi passado para o grupo”, diz.

Para Itamar não há um culpado pela derrota. “Quando se ganha tem algum culpado pela vitória? São todos. Quando se perde também não existe culpado. Todos tentaram fazer o melhor, mas não foi possível, por algumas circunstâncias que eu já falei. Quando ganhamos do Londrina, o culpado foi o trabalho que começa pela diretoria, passa pela comissão técnica e chega aos jogadores. Quando se perde, é da mesma maneira. Não tem o fator culpado. Todos tentaram acertar, mas tivemos erros. Todos perdemos. Na derrota, temos que tirar coisas positivas, assim como, na vitória, a gente enxerga erros”, comenta.

O treinador garante que as mudanças acontecerão internamente. “O que ficou devendo, a gente cobra internamente e salienta com os atletas. A gente explica, mostra vídeo e data show. Isso internamente a gente vai passar pra eles. As nossas preocupações são tiradas com trabalho. Vamos explicar onde foi os erros e trabalhar. Futebol é isso: treinamento”, pontua. “Ainda estamos no G4 e assim espero que a gente termine a rodada. Vamos tirar o aprendizado do que poderia ter sido feito e não foi”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.