Tigre: Semana chave para a volta do Estadual

Os jogos, sem a presença de público, devem ser retomados no último final de semana deste mês. Tigre ainda não tem data para voltar aos treinos

Foto: Yan Pedro/JEC
- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O anúncio que será feito hoje, pelo governador Carlos Moisés (PSL), gera expectativas não apenas pela liberação do transporte público, que será avaliada pelos prefeitos de cada cidade, mas pelo encaminhamento do retorno do Campeonato Catarinense. A expectativa é que as partidas sejam retomadas no último final de semana deste mês ou ainda no início de julho.

Na sexta-feira, houve uma conversa entre o diretor executivo da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCClubes), Cláudio Gomes, e a superintendente da Vigilância em Saúde, Raquel Bittencourt. A avaliação foi positiva, o que aumenta a esperança pela autorização da retomada dos jogos.

O Criciúma, através do presidente Jaime Dal Farra, já deixou claro que só voltará aos treinos, a partir da definição da data de retomada das partidas. A partir daí, o clube determinará 21 dias antes para a reapresentação. O adversário do Tigre nas quartas de final do campeonato, Marcílio Dias, também não retomou os treinos, assim como Concórdia e Tubarão. Os demais clubes: Avaí, Brusque, Chapecoense, Figueirense, Juventus e Joinville já estão trabalhando. As últimas partidas aconteceram no dia 15 de março e o Tricolor Carvoeiro bateu o JEC, fora de casa, por 1 a 0.

Estádios permanecerão vazios

Mesmo que haja a liberação, por parte do governo do Estado, para o retorno dos jogos, eles acontecerão sem a presença de público. As delegações das equipes contarão com um número reduzido de integrantes e a imprensa também estará presente, mas respeitando o espaço para isolamento social. As partidas acontecerão às quartas-feiras e domingos, iniciando com o primeiro jogo das quartas de final.

Ainda na última sexta-feira, a Secretaria de Saúde de Florianópolis liberou a volta aos treinos individuais ao ar livre para os jogadores de times profissionais. Avaí e Figueirense estavam treinando em Palhoça, devido à essa restrição até então colocada pelos órgãos de saúde da capital. Será obrigatório o uso de máscaras nos treinos e a presença nos vestiários será suspensa. Apenas 30% do espaço deverá ser utilizado para os trabalhos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.