Tigre negocia com três parceiros

Após anunciar acerto com a Open Market, diretor comercial e de marketing, Júlio Remor, confirma negociação com novos possíveis patrocinadores

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Em busca de novas receitas para o restrito orçamento deste ano, o Criciúma pode anunciar mais três patrocinadores. O diretor comercial e marketing do clube, Júlio Remor, admite que as conversas voltaram a se intensificar, após a tradicional pausa para as festas de final de ano. “Realizamos algumas sondagens, ainda em dezembro, mas não conseguimos formalizar propostas. Deixamos reuniões pré-agendadas e, em janeiro, afunilamos. Concretizamos com a Open Market e temos outras três empresas com as minutas prontas de propostas. As empresas precisam passar pelo planejamento e comitês internos. Em breve podemos ter novidades”, comenta.

Ontem, o clube confirmou o acordo com a Open Market – empresa criciumense ligada ao comércio exterior. O contrato é válido até o final deste ano. A partir de sábado, a marca já estará na frente da camisa, próximo ao ombro. “Iniciamos a conversa ainda neste ano e, de forma muito rápida, em uma situação até atípica, porque essas negociações geralmente demoram, fechamos uma parceria, um contrato e ter alegria de estampar uma empresa da cidade e da região na camisa do Criciúma como patrocinador oficial”, pontua Remor.

O primeiro acordo fechado neste ano demonstra que o Criciúma está aberto a novas parcerias. “Não é só o aporte financeiro, que nos ajuda e é importante, sem dúvidas, mas o exemplo para outras empresas da cidade e da região, que mostra que o Criciúma é acessível e está aberto, que a gente pode sentar, construir alternativas e montar operações que sejam positivas para ambas as partes”, enfatiza Remor.

O Criciúma no planejamento anual

O diretor da Open Market, Allan Federige, confidenciou que a empresa já havia traçado, no planejamento de 2020, uma aproximação com o Criciúma. Neste meio tempo, houve a procura por parte dos dirigentes do clube. “É um prazer imensurável poder participar desse momento do Criciúma com vocês. O Criciúma faz parte do nosso dia a dia. Estamos felizes em estar aqui. No nosso planejamento estratégico, estava escrito que precisávamos nos aproximar do Criciúma. Nós nos atraímos e acreditamos que o Criciúma é importante para nós e para a cidade. Um Criciúma forte torna a cidade mais forte. Estamos há 20 anos na Capital do Carvão. Sabemos que se o clube carvoeiro estiver forte, a cidade também estará”, destaca.

Federige entende que o clube é tão ou mais forte que a cidade, em termos de representatividade para o restante do Brasil e do mundo. “A gente vê camisa do Criciúma espalhada pelos campos de futebol pelo mundo”, comenta.

Mesmo com o clube na Série C, o diretor acredita que a exposição será benéfica para a empresa e ajudará na reconstrução do Criciúma.“A expectativa é de que o Criciúma vá bem e o clube e a empresa cresçam juntos para ficarem cada vez mais fortes. A gente entende que é um momento de reconstrução do clube. A gente vai construir a relação passo a passo. Estando na Série C, a gente fazendo um bom trabalho juntos, o contrato pode ser renovado. Esperamos consolidar a relação e a exposição da marca vai crescer junto com o Criciúma”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.