Tigre: Jogadores oficializam rescisão de contrato

Carlinhos e Murilo Gomes estiveram no Criciúma para finalizar o vínculo com o clube. Daniel Cruz e Fábio já estavam liberados, enquanto Edinan e Claudevam Pirambu assinaram os documentos à distância

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O Criciúma, oficialmente, é passado na carreira do meia Carlinhos e do zagueiro Murilo Gomes. Eles estavam na lista de jogadores dispensados pelo clube e estiveram ontem, no estádio Heriberto Hülse, para assinar a documentação. Os contratos deles encerraram no dia 30 de abril e não foram renovados.

Carlos Roberto da Silva Lopes, o Carlinhos, entrou em campo apenas uma vez pelo Tigre: na derrota por 3 a 2 para o Juventus, em Jaraguá do Sul, na segunda rodada do Catarinense. Ele entrou aos 19 minutos do segundo tempo e pouco fez. O jogador nunca foi uma das primeiras opções do técnico Roberto Cavalo.

Murilo Gomes Ferreira veio do futebol boliviano e começou a temporada como titular. Porém, não teve bom desempenho, nas duas primeiras rodadas, e perdeu a vaga no time, e até como uma das primeiras opções no banco, após a vexatória derrota por 4 a 1 para o Santo André na Copa do Brasil. Em três partidas, ele teve uma vitória, contra o Concórdia, na estreia, e as duas derrotas. Nos confrontos, o Tigre sofreu oito gols, um dado que contribuiu para que Murilo não continuasse.

Atacante com poucos gols

O atacante Daniel Cruz, que rescindiu contrato na segunda-feira, chegou ao Criciúma com pouquíssimos gols marcados na carreira. Ele atua preferencialmente pelos lados do campo e acabou se destacando mais pela dedicação na marcação dos laterais adversários do que pelas jogadas ofensivas. Em seis partidas pelo Tigre, Daniel não marcou gols. Ele teve duas vitórias, dois empates e o mesmo número de derrotas. O jogador foi titular em três oportunidades.

O zagueiro Fábio Campos Luiz é formado nas categorias de base do clube e acabou subindo aos profissionais para compor elenco. Ele ganhou espaço com o técnico Roberto Cavalo e deixa o Criciúma sem conhecer derrotas, enquanto esteve em campo. Foram quatro partidas: uma vitória (contra o Avaí) e três empates (Marcílio Dias, Atlético Tubarão e Chapecoense). Atuando com seriedade em campo, não teve vergonha de dar balões na bola quando necessário.

Reforços pouco expressivos

Edinan e Claudevam Pirambu tiveram uma trajetória muito parecida no Tigre: pouco acrescentaram. O atacante chegou do Paulista, de Jundiaí-SP, e atuou apenas duas vezes: uma vitória e uma derrota. Ele não marcou gols, apesar de ter sido bem referendado no clube do interior paulista. Pirambu também esteve em campo duas vezes pelo Tigre. Saiu do banco de reservas, em ambas as oportunidades, contra Avaí e Chapecoense, e acabou sendo utilizado para garantir resultados considerados bons para o time.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.