Tigre: Itamar segue acreditando na classificação

Treinador destaca que, apesar da derrota, a diferença para o quarto colocado é de apenas três pontos e não há espaço para pessimismo

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Apesar da derrota por 1 a 0 para o Tombense, o técnico Itamar Schulle segue acreditando na classificação para a próxima fase da Série C. De acordo com o comandante carvoeiro, não há espaço para pessimismo. “Eu não vou olhar para baixo da tabela porque eu não sou pessimista. Pode estar tudo difícil, escuro, mas eu vou trabalhar, lutar sempre na condição de classificação, porque estamos a três pontos do quarto colocado. Se vive jogo a jogo. Seguimos acreditando no trabalho de todos e olhando para cima. Vamos levantar a cabeça e acreditar. É a mesma coisa do que quando um enfermo está no hospital: você não diz que ele vai morrer, você dá palavras otimistas”, comenta o treinador.

A avaliação da partida, por parte de Itamar, foi positiva. Ele acredita que o Criciúma esteve bem, principalmente no primeiro tempo. “Tivemos no jogo inteiro muitas jogadas de flanco, algumas acabamos errando. Foi uma equipe sólida e consistente que merecia a vitória na primeira etapa. No segundo tempo, pressionamos o adversário, mas acabamos tomando uma bola cruzada e o gol. Depois cedemos contra-ataques na ânsia de buscar o empate. Buscamos fazer todas as alterações que pudemos fazer no sentido de deixar a equipe mais ofensiva. Tivemos lance claro, embaixo do gol, onde poderíamos fazer, mas assim é o futebol: tem que transformar as oportunidades em gol. Senão, às vezes, você toma gol de bola parada, como foi aqui”, pontua.

O treinador diz que a dificuldade em marcar gols não é apenas do Criciúma, mas, sim, de todas as equipes. “O jogo de hoje: alguém viu o Tombense dar um chute no gol? Se alguém viu, me avise. Tivemos mais posse de bola que o adversário, na primeira etapa, e poderia ter feito gols. Na segunda etapa, sofremos o gol e nos desequilibramos um pouco. Perdemos gols, mas, neste momento, se passa para os atletas trabalho, treinamento e confiança. É isso que se faz no momento de confiança”, ressalta.

Itamar voltou a ressaltar que não dará espaço ao pessimismo e seguirá trabalhando forte para levar o Criciúma para a próxima fase da Série C. “Não vou ficar aqui dando margens ao pessimismo. A direção e os atletas sabem como eu sou n o dia a dia e como eu me porto. Dificuldade para assimilar só tem quem é preguiçoso e não gosta de trabalhar. Quem não tem esse perfil vai sempre se dar bem comigo. Esse é o meu perfil: trabalhador”, pontua.

O técnico diz que a diretoria do clube dá respaldo ao trabalho dele. “Eu vou continuar trabalhando, se a diretoria me der o respaldo, como tem me dado. Aqui não tem pessimismo. Tem o dia da derrota e o dia da vitória, mas para isso tem que ter trabalho e luta”, enfatiza.

Itamar sabe que os torcedores não estão contentes com o desempenho do time na Série C, mas ele garante que também está chateado com a situação. “Os torcedores não estão contentes e eu também não estou feliz. Eles são apaixonados pelo clube como eu sou, porque eu dependo do clube, minha casa depende. Só tem uma diferença: eu tenho que trabalhar, ter otimismo e ânimo para superar essa fase. Eu não vim para fazer um campeonato de Série C e sair. Eu tenho projetos e esse é o recado”, diz.

O treinador conta com o apoio da torcida nas últimas cinco partidas da primeira fase. “Se a torcida não acredita, eu respeito. Mas eu acredito. Aqui não tem pessimismo. Eu acredito e não sozinho: a diretoria acredita e vamos continuar. Estamos fazendo o melhor e vamos lutar. Contamos com o apoio da torcida também porque eles são importantes”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.