Tigre: Carlos César também é sondado

Assim como Foguinho, experiente jogador do Criciúma recebe propostas de outros clubes, mas permanece no Tricolor Carvoeiro

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Assim como o volante Foguinho, o lateral e meia Carlos César também recebeu proposta para deixar o Criciúma, durante a pausa do futebol na pandemia do coronavírus. Porém, o experiente jogador, campeão da Libertadores pelo Atlético-MG, em 2013, permanece no Tigre. “Recebi. É normal. Não digo por mim, mas pelo que o atleta apresenta em resultados e números nesses primeiros jogos no Catarinense. Dentro dos meus objetivos e do foco que estou aqui, tudo foi resolvido bem. Quero concluir o que foi projetado e planejado por mim. Vamos concluir bem o compromisso com o Criciúma, com o torcedor e com essa camisa maravilhosa”, comenta.

O técnico Roberto Cavalo começa a esboçar um time titular, porém, Carlos diz que ainda é cedo para afirmar se será titular ou não, diante do Marcílio Dias, no dia 8. “Essa é uma pergunta que é muito cedo para se fazer. Estamos trabalhando a parte física. Acredito que o Roberto Cavalo é quem pode falar de cada atleta e posição. O que eu posso dizer é que eu joguei nas duas posições e estou muito feliz por isso. Posso contribuir para o sucesso da equipe”, comenta.

A motivação do jogador está em alta para a sequência do Catarinense. “A cada dia, a gente precisa buscar algo novo e sempre evoluir. A volta foi de grande motivação para todos, porque 90 dias, vamos dizer assim, parado e poder retornar, só traz felicidade. Buscamos um futuro próspero e esse tem que ser o nosso foco”, ressalta.

A pausa de três meses foi tida como muito longa para o jogador. “Eu queria voltar e conquistar os objetivos. O atleta precisa sempre estar com o futuro planejado e isso te deixa louco para entrar em ação e realizar. Isso me manteve motivado para, todos os dias, ininterruptos, me preparar para a volta”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.