Tigre: Capitão lamenta atuação da arbitragem

Foguinho dispara contra a falta de experiência de alguns juízes da Terceira Divisão

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Diante do Ituano, o Criciúma sofreu gols considerados polêmicos. Em um lance, o árbitro se chocou com o zagueiro Carlos Alexandre e no outro, a bola não teria entrado totalmente. O capitão e volante Foguinho lamenta a atuação da arbitragem. “Foram lances cruciais dentro do jogo que acarretaram em gols do Ituano. Principalmente no primeiro lance, que houve o choque do árbitro com o Carlos Alexandre, em um contra-ataque, e no final da jogada saiu o gol. No primeiro também: a bola não entrou. Nós vimos as imagens. O bandeira não correu, na hora do gol, e eu cobrei dele foi que não marcou o gol com convicção. Eles erraram”, comenta.

O jogador lamenta a falta de experiência de alguns juízes da Terceira Divisão. “A gente sabe que faz parte, pois estamos jogando a Série C e não teremos árbitros de nível de Séries A e B. Talvez sejam árbitros com menos experiência. Eles estão propensos a errar, mas a gente espera que não aconteça de novo”, ressalta.

Foguinho foi procurado por algumas equipes, como Cruzeiro e Avaí, na pausa do futebol devido à pandemia do coronavírus, mas resolveu permanecer no clube. “Recebi várias propostas de alguns clubes, a maioria da Série B, mas eu decidi ficar porque eu acredito no projeto do Criciúma. Tenho comigo uma cobrança e uma responsabilidade de voltar esse clube para a Série B, que é de onde ele não deveria ter saído. A torcida é fantástica e a estrutura para trabalharmos é ótima. Acredito que vamos voltar para a Série B”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.