Tigre busca a primeira vitória fora na Série C

Em partida atrasada, hoje à noite, diante da Tombense, Criciúma quer os três pontos para se consolidar no G-4 do grupo B

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Tombos/MG

- PUBLICIDADE -

Com apenas dois pontos conquistados, longe do Majestoso, na Série C, o Tigre entra em campo hoje, a partir das 20 horas, diante da Tombense, em Tombos, no interior mineiro. A partida foi adiada da quarta rodada devido a compromissos do adversário na decisão do campeonato estadual. O Criciúma busca os três pontos para se consolidar entre os quatro primeiros colocados do grupo B e quebrar uma escrita: o time ainda não venceu fora de casa nesta edição da Série C.

Diante do Londrina, na estreia, e do Ituano, em jogo polêmico, marcado por erros de arbitragem, o time treinado por Roberto Cavalo apenas empatou. Contra o Ypiranga, em Erechim (RS), naquele que foi considerado o pior jogo da equipe na Série C, o Criciúma acabou derrotado por 2 a 0. A noite de hoje pode marcar uma nova história para o Tricolor Carvoeiro na competição nacional. “Nós jogamos sempre buscando o gol do adversário. Às vezes, uma equipe marca melhor, forte, e nós temos que ter paciência. Temos 90 minutos para resolver o jogo. A gente vai tentando, mas do outro lado tem um time que ataca a gente e também quer vencer”, pontua o técnico Roberto Cavalo.

A vitória contra a Tombense é considerada fundamental para as pretensões da equipe na Série C. “É muito importante. A vitória nos deixará mais fortes e mais tranquilos em termos de tabela. É um jogo em que, eu já avisei eles (jogadores), uma vitória fora de casa, por ser a primeira na Série C, nos daria muita tranquilidade e esperamos que isso aconteça, ressalta o treinador.

Desfalques em grande escala

O Tigre tem seis jogadores afastados por Covid-19: Adenilson, Rodrigo Milanez, Paulo Gianezini, Carlos César, Kaíke e Jean Dias. Cavalo também não poderá contar, no jogo desta noite, com o volante Eduardo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “Os desfalques são normais em um campeonato como a Série C. A motivação é o atleta estar preparado. Quando ele não está jogando, aparece a oportunidade e ele tem que corresponder da melhor maneira possível”, comenta Cavalo.

Além deles, o clube informou, no final da noite de segunda-feira, que o capitão Foguinho está lesionado. Ele sentiu um desconforto no músculo posterior da coxa direita, após a vitória contra o São José, na última sexta-feira. O volante ficou em Criciúma para tratamento. “Ele e o Victor Guilherme não estavam ainda no ideal. Fizeram um jogo dentro do que precisávamos e nós vencemos. No outro dia, na apresentação, ele (Foguinho) chegou com a posterior pesada, passou por uma avaliação do médico e não teve condições de viajar”, diz o treinador.

O treinador confessa que chegou a perder o sono, devido à grande quantidade de desfalques. “Bastante preocupado porque quando você ganha uma partida em casa, como foi contra o São José, e vem para uma partida difícil que vai ser, para cravar uma possível pontuação boa na tabela e ficar mais tranquilo, você perde os jogadores, mas os que vão entrar estão bem preparados”, declara Cavalo.

Apesar da situação, com 11 infectados, entre jogadores e membros da comissão técnica, o Criciúma não cogitou pedir adiamentos dos jogos. “Não tem como. Não foi todo mundo em um dia só e, em momento algum, pensamos nessa hipótese”, ressalta o treinador.

Campeonato Brasileiro – Série C – 4ª Rodada (partida atrasada)

30/09 (quarta-feira) – 20 horas – estádio Antônio Guimarães de Almeida, o Almeidão, em Tombos (MG)

TOMBENSE

Felipe Garcia; David, Admilton, Ramon e João Paulo; Denner, Marquinhos e Ibson; Maycon Douglas, Eduardo e Gabriel Lima. Técnico: Julinho Camargo

CRICIÚMA

Agenor; Victor Guilherme, Carlos Alexandre, Maurício e Bruno Oliveira; Christofer, Adriano, Jean Lucas e Léo Ceará; Andrew e Michel. Técnico: Roberto Cavalo

Arbitragem: Rejane Caetano da Silva; Auxiliares: Wallace Müller Barros Santos e Rachel de Mattos Bento (trio do RJ)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.