- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

São João Batista

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo/MC10

Criciúma terá dois times na elite do futebol de Santa Catarina em 2021. O Próspera venceu o NEC por 1 a 0, na tarde quente deste domingo, em São João Batista, e garantiu o acesso para a Primeira Divisão do Catarinense. Em um jogo difícil, Dimytri fez o gol da partida, aos 31 minutos do segundo tempo, após uma cobrança de escanteio de Daniel. Na primeira etapa, o meia Jean Natal teve a chance de abrir o placar, mas acabou desperdiçando uma cobrança de pênalti. Com a vitória do Hercílio Luz, o Time da Raça vai para a final da Série B e está classificado para a Série A, depois de 14 anos. A última participação do Próspera na Primeira Divisão foi em 2007.

Apesar do forte sol e calor, o Próspera começou a partida em busca do gol e tentando acelerar a partida. Entretanto, os próprios jogadores se poupavam para não ter um forte desgaste físico. Aos dois minutos de jogo, Gabriel fez boa jogada pela direita e cruzou para Daniel, que recebeu na área, na marca do pênalti, e finalizou para a defesa de Uoston. A partir daí, o NEC começou a sair para o ataque. Aos quatro minutos, Cascata perdeu a bola e Bortoletto fez boa jogada, mas Zanette colocou para escanteio. Aos nove minutos, Gabriel recebeu na área e foi derrubado. Os jogadores do Próspera pediram pênalti, mas o árbitro nada marcou. Dois minutos depois, Bortoletto recebeu a bola na área, após cobrança de falta, mas Roberto pegou. Chances para ambos os lados no início da partida.

O Time da Raça comandava as ações do jogo, enquanto o NEC marcava atrás da linha do meio campo e esperava um contra-ataque para tentar o gol. Gabriel e Daniel tentavam as jogadas de ataque do Próspera pelos lados do campo. Aos 19 minutos, Xaro cruzou da esquerda e Alex Bruno não alcançou, no meio da área, e perdeu a chance de abrir o placar. Dois minutos depois, Daniel fez boa jogada pelo meio e bateu, mas Uoston colocou para escanteio. O Próspera era melhor em campo e seguia na pressão. Aos 28 minutos, devido ao forte calor, o árbitro Rodrigo Dalonso fez uma parada técnica para hidratação.

Aos 31 minutos, o lateral esquerdo Luiz Carlos se enrolou na área, botou a mão na bola e o juiz marcou o pênalti.  Aos 33 minutos, Jean Natal bateu e a bola pegou na trave e saiu. O camisa 10 do Próspera perdeu a chance de abrir o marcador. Aos 36 minutos, João Silva entrou na área e bateu forte, mas Roberto pegou. O NEC saiu para o ataque, depois do pênalti desperdiçado por Jean Natal. A partir daí, a partida perdeu velocidade. Aos 42 minutos, o atacante Bortoletto driblou Baiano e Gullithi e avançou sozinho, quando chegou à frente de Roberto bateu mal e perdeu uma chance clara de marcar. No contra-ataque, Cascata lançou Gabriel que entrou livre na área, mas Uoston pegou. Dois lances seguidos de gol – e desperdiçados – na partida.

Insistência em busca do gol

Logo no primeiro minuto da etapa final, Daniel cabeceou, na marca do pênalti, mas Uoston pegou. Chance clara de gol desperdiçada. O Próspera seguia em busca do gol que daria a vantagem e encaminharia a classificação. O Time da Raça começava a perder a calma e errava passes fáceis. Aos cinco minutos, João Silva entrou pelo meio, mas bateu alto e para fora. No minuto seguinte, Dupont cruzou da direita e Roberto pegou. Aos oito minutos, Gabriel passou por três adversários e foi derrubado. Falta. Na cobrança, a zaga afastou. Aos 11 minutos, Roberto saiu do gol, Bortoletto finalizou e a bola saiu. Chance perigosa para o time da casa.

Aos 23 minutos, Dupond fez boa jogada pela direita e cruzou para João Silva, mas Roberto pegou. Os jogadores do Próspera já sentiam o cansaço e erravam lances tidos como fáceis na partida.  Aos 28 minutos, Dupond tocou para Lucas, que caiu na área, mas o árbitro nada marcou. No minuto seguinte, Alex Bruno tentou uma bicicleta, mas o zagueiro tirou.

Aos 31 minutos, o tão esperado gol: Daniel cobrou escanteio e Dimytri, na primeira trave, cabeceou bonito para desviar do goleiro Uoston e abrir o placar: Próspera 1 a 0. Aos 40 minutos, Dupond bateu escanteio, Roberto saiu mal do gol, mas o NEC não conseguiu igualar o placar. A partir daí, o Time da Raça administrou o resultado e garantiu a classificação para a Primeira Divisão do futebol de Santa Catarina.

Campeonato Catarinense – Série B – 9ª Rodada

Domingo – 13/12 – 15 horas – estádio Valerio Gomes Neto, em São João Batista

NEC

Uoston; Luiz Carlos (Arthur), Caio Cesar, Gilmar e Paulo Roberto; Sorato, André e Caio (Dupond); João Vitor (Wagner), Bortoletto (Lucas) e João Silva (Carlos). Técnico: Gláucio Bastos

PRÓSPERA

Roberto; Zanette (Dimytri), Baiano, Gullithi (Eduardo) e Xaro (Saldanha); Galiardo, Cascata (Wallacer) e Jean Natal (Jessé); Gabriel, Alex Bruno e Daniel. Técnico: Paulo Baier

GOL: Dimytri (31/2T) (P)

Arbitragem: Rodrigo Dalonso Ferreira; Auxiliares: Sandro Katzwinckel e Thiaggo Americano Labes

Cartão Amarelo: Lucas e Paulo Roberto (NEC); Galiardo e Roberto (P)

Cartão Vermelho: Não houve

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.