Internacional: Diego Maradona morre aos 60 anos

ìdolo argentino teve parada cardiorrespiratória e não resistiu

- PUBLICIDADE -

Buenos Aires

Diego Armando Maradona morreu, no início da tarde desta quarta-feira, aos 60 anos, após uma parada cardiorrespiratória. O maior ídolo do futebol argentino, e um dos grandes da história do esporte, sofreu um mal súbito no fim da manhã, quando ambulâncias foram chamadas à sua casa, onde se recuperava de uma cirurgia no cérebro. O ex-jogador, porém, não resistiu, tendo a morte confirmada logo após às 13 horas.

- PUBLICIDADE -

Maradona já havia preocupado os fãs no começo do mês, quando foi internado às pressas, com sintomas de anemia. Na época, foi descoberta uma pequena hemorragia no cérebro, e o ex-jogador precisou passar por uma cirurgia para drená-la. Após mais de uma semana de internação, ele recebeu alta no dia 12 de novembro e teria ficado em casa no período.

Campeão mundial com a Argentina, na Copa de 1986, Maradona teve a carreira marcada pela genialidade em campo e pelas polêmicas fora dele. O camisa 10 defendeu a seleção em 91 jogos, atuando em quatro Copas do Mundo: 1982, 1986, 1990 e 1994. No Mundial dos Estados Unidos, viveu um dos piores momentos da trajetória, quando foi pego no exame antidoping ainda na primeira fase da competição.

Ele é um o maior ídolo da história do Boca Juniors e também é venerado pelos torcedores do Napoli, da Itália.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.