Içara: Sucesso no xadrez mundial

Equipe da ACX/Içara busca a classificação para a próxima etapa do Mundial Escolar disputado em formato virtual

- PUBLICIDADE -

Içara

A equipe da Associação Sul Catarinense de Xadrez (ACX) Içara / FME / Librelato / Unesc / Nações Shopping disputa a quinta rodada da primeira fase pelo Mundial Escolar: Expo Dubai 2020. Nesta noite de sexta-feira, 25 de dezembro, o time enfrentará o Escuela Nueva Esperanza, da Costa Rica, a partir das 19 horas. O objetivo da equipe é ficar entre as três primeiras colocadas do grupo 6 para seguir adiante na competição.

- PUBLICIDADE -

A rodada anterior foi eletrizante e cheia de reviravoltas, mas a equipe garantiu mais um passo importante em busca da classificação. O resultado positivo foi conquistado contra a equipe Argentina de Puntu Ajedrez Bariloche pelo placar de 6 a 1. Até o momento, a equipe tem três vitórias – contra equatorianos, portugueses e argentinos – e uma derrota para os peruanos.

A equipe da ACX-Içara representa o Brasil com os atletas: Alessandro Mathias Machado, João Vinicius Peruchi Woichinevski, Kauan Mariani Ferreira, Leticia Soethe Brand, Lucas Galvão Martins, Maria Clara da Silveira Senger, Maria Eduarda Santana Freitas e Pedro Miguel Back da Veiga.

O comando é dos técnicos Claudionor Pirola e Kathiê Librelato. “A equipe está de parabéns e nos enche de orgulho, após o tropeço na terceira rodada, contra os peruanos, a equipe conseguiu se recompor e obteve uma vitória importantíssima contra um adversário direto na busca pela classificação”, explica Pirola.

A intenção é manter o bom desempenho para o jogo diante dos costa-riquenhos. “O foco agora é manter a boa performance para nas últimas 3 rodadas e consolidar a classificação”, completa Kathiê.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.