Criciúma: Prêmio de torneio se reverte em doação

Disputa realizada por bancários, ainda em 2018, teve valor guardado para confraternização, mas vencedores definem pela cedência

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A equipe campeã do Torneio de Futebol Suíço, promovido pelo Sindicato dos Bancários de Criciúma e região, ainda em 2018, formada por 10 trabalhadores do Bradesco, faz um novo golaço: desta vez de amor ao próximo. Os bancários reverterão o valor do prêmio em cestas básicas, que serão doadas para o Asilo São Vicente de Paula, de Criciúma.

O dinheiro permaneceu no banco, durante dois anos, para o time promover uma confraternização. A festa não havia sido realizada até o momento devido à falta de disponibilidade de todos nas datas agendadas.

Com o surgimento da pandemia, o isolamento social, a crise econômica e as dificuldades de muitas pessoas e entidades em sobreviver, um dos jogadores sugeriu a ação solidária e os colegas concordaram com a doação. “Resolvemos contribuir com o Asilo São Vicente de Paula devido os idosos integrarem o grupo de risco e não estarem recebendo visitas. Nosso gesto é uma forma de carinho para eles”, pontua o bancário, Juliano de Carvalho Esmeraldino.

A direção do Sindicato avalia o gesto de forma positiva. “De alguma forma, a bela atitude destes bancários segue a missão do Sindicato, ou seja, a construção de um mundo solidário, fraterno e justo para todos”, comenta o diretor do Sindicato e funcionário do Bradesco, Magno Branco Pacheco.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.