Criciúma: Novos uniformes disponíveis para compra em fevereiro

Camisas foram apresentadas e estarão disponíveis para venda no final de fevereiro por R$ 169 reais

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Lucas Colombo
Criciúma

 

- PUBLICIDADE -

Os novos uniformes do Criciúma, apresentados na sexta-feira, estarão disponíveis para compra na segunda quinzena de fevereiro. “Nós priorizamos o futebol, então o futebol já na estreia vai estar usando a Garra 91”, comenta o diretor de expansão da Spieler, Fernando Kleimmann. As camisas terão uma marca própria do clube: a Garra91. “Optamos por criar uma marca própria na busca da nossa identidade, nossa essência do que representa o Criciúma em toda sua história. O que vocês irão ver aqui hoje (sexta-feira) foi construído por muitas mãos, mas baseado muito no sentimento que carregamos dessa paixão pelo Criciúma Esporte Clube”, anunciou o diretor de marketing Tricolor, Julio Remor.

Os novos uniformes foram inspirados nos utilizados durante a conquista da Copa do Brasil em 1991, da mesma forma que o nome da marca própria do Tigre. “Observam que a Garra91 traz esse conceito do que o criciúma sempre trouxe de mais forte que era o time aguerrido dentro de campo, o time que não perdia dentro de casa, que os times tinham medo de vir aqui jogar e não tínhamos como deixar de colocar na nossa marca o ano de 1991 que foi o time que representou tudo isso”, explicou Remor. Participaram do ato na sala de imprensa Clésio Búrigo, no HH, os campeão de 91 que trabalham no clube, Roberto Cavalo, Evandro Guimarão, Vilmar, Wilsão, além de Vanderlei Mior.

Um nova fonte de receita

A empresa que irá produzir os novos mantos tricolores é a Spieler Sports de Joinville, que atua no mercado esportivo a 15 anos. Porém, muito mais que isso, a empresa será sócia do clube na parte do varejo. “O nosso modelo de negócio, é importante que o torcedor entenda, é diferente. É um negócio de sociedade mesmo, ele possibilita que o clube tenha muito mais receita com essa operação. A gente assume os riscos. Ele não compra enxoval, a gente banca o enxoval. A gente assume o risco e a gente administra o varejo, sendo sócio do clube na receita bruta. Então não é uma receita liquida, que você vai descontar 200 coisas e vai sobrar, não, a gente é sócio no bruto”, explica Kleimmann.

O contrato entre a Spieler e o Criciúma é até 31 de março de 2022, mesma data em que acaba o vínculo entre a GA e o clube. “A partir daí os novos gestores vão decidir se renovam ou se buscam outro fornecedor”, afirma Remor. “Quando falei que a marca é do Criciúma é importante que o torcedor saiba que esse é um ativo muito importante, porque essa marca, nós vamos ter contrato de concessão por um tempo, tomara que renove e continue, mas essa marca ela é do clube”, completa Kleimmann.

Tigremaníacos será reformulada

 

Dentro do cronograma da Spieler, que administrará o varejo do clube, a loja Tigremaníacos passará por uma reformulação. “A loja vai ter um processo de promoção que vai até 31 de janeiro. Ela fecha dia 1 de fevereiro e a gente vai fazer algumas mudanças na loja de visual de identidade visual, e reabre a loja na segunda quinzena de fevereiro. Aí já com a coleção completa. Além disso vamos estar relançando a loja online com todo o mix de produto e assim por diante. Então na segunda quinzena de fevereiro é quando o torcedor vai poder estar adquirindo a camisa”, explica Kleimmann.

As novas camisas serão comercializados no valor de R$169 e sócios do clube terão desconto de 10%. Além dela, a Spieler irá disponibilizar na loja 60 tipos de produtos. “Mas como falei, a gente é sócio do negócio e conforme for acontecendo o consumo vamos aumentando. No Paraná Clube temos um mix de 102 itens de confecção dentro da loja, porque quanto mais for vendendo, mais vamos fazendo mais vai desenvolvendo para atender o mercado. Estamos muito esperançosos na campanha do Criciúma e principalmente no comprometimento e na participação do torcedor”, ressalta Kleimmann.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Lucas Colombo
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.