Criciúma: Marco Antonio Cimolin assume FME

O novo gestor da pasta trabalhou na função de Diretor Administrativo da FME durante a gestão do ex-presidente Nícola Martins.

- PUBLICIDADE -

Assume nesta quarta-feira (1º) a presidência da Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma o administrador Marco Antonio Cimolin. O novo gestor da pasta trabalhou na função de Diretor Administrativo da FME durante a gestão do ex-presidente Nícola Martins. “Vamos dar continuidade ao trabalho na FME orientados pelo planejamento estratégico iniciado na gestão anterior e pelas diretrizes passadas pelo prefeito Clésio Salvaro”, destacou o novo presidente.

Formado em Administração pela Unesc com especialização em Gestão de Municípios pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Cimolin atua na Prefeitura de Criciúma há cerca de dez anos. “É uma grande missão, mas com o apoio da equipe administrativa, técnica, atletas e pais vamos ter um grande ano para o esporte criciumense”, completou.

- PUBLICIDADE -

Nícola Martins, empossado no dia 10 de dezembro de 2018, está deixando a pasta. O gestor, de 30 anos, graduado em Administração Pública e Jornalismo, além de pós-graduado em Gestão Municipal e Jornalismo Político, comandou o esporte criciumense por 477 dias.

Durante o período em que Martins esteve como presidente da FME, o órgão assumiu os Parques das Nações e dos Imigrantes, foram criados projetos como o Boxe dos Imigrantes, Escolinha de Skate ao lado do Ginásio Municipal, Xadrez em Movimento na Praça Nereu Ramos, Go Bike, Jogos Entre Empresas, Prêmio Melhores do Esporte, entre outros. “Enxergamos a necessidade de nos aproximar ainda mais da população e levar o esporte até as pessoas. Assim, desenvolvemos alguns projetos que fizeram com que isso se tornasse realidade”, destaca.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.