Criciúma: FME libera retorno de atividades

Com restrições, volta aos treinos exige cumprimento de determinações da saúde e não é obrigatória aos atletas criciumenses

- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma liberou, desde ontem, segunda-feira, dia 4, o retorno dos treinamentos de equipes de rendimentos, com uma lista de restrições e obrigações a serem cumpridas. As normas seguem a portaria do Governo do Estado SES Nº 258 de 21/04/2020, que permitiu a realização de atividades físicas em espaços fechados e abertos, e deverão ser seguidas para controle e higienização. Mesmo com a liberação, não há a obrigatoriedade para a volta, ficando a critério do técnico de cada modalidade.

- PUBLICIDADE -

Cada equipe terá 1h30min para desenvolver as atividades, sendo o tempo dividido em três etapas. De 10 a 15 minutos para entrada no ginásio e organização inicial, 50 minutos (tempo máximo) para a realização das atividades e 20 a 30 minutos para higienização do local e saída do ginásio. “Estamos permitindo esse retorno com as restrições, pois sabemos que é fundamental seguirmos as normas dos órgãos de saúde. Mesmo com incertezas, precisamos estar bem quando os eventos forem liberados”, destaca o presidente da FME, Marco Antonio Cimolin.

Além disso, as modalidades coletivas poderão reunir somente oito atletas no ginásio, com atividades técnicas ou físicas, sem bola e contato físico, sendo exigida a distância mínima de dois metros entre os envolvidos. O agendamento dos treinos deverá ocorrer de forma prévia e não será permitida a presença de outras pessoas além das envolvidas nas atividades, com nomes cadastrados.

Medidas preventivas nos treinos

Como medidas preventivas à Covid-19, antes de ingressar no local de treino, todos realizarão a higienização das mãos com álcool 70%, realizando o processo nos materiais de treinamento também antes e depois da utilização. Outra exigência é que as atividades sejam realizadas com o uso de máscara por todos os envolvidos. “O momento é delicado e novo para todos nós. Por isso estamos sempre buscando a conversa com especialistas para que possamos ter embasamento em nossas decisões”, finaliza o presidente da FME.

As modalidades individuais têm autorização de retorno à atividade técnica e tática, utilizando equipamentos ou elementos da modalidade, como exemplo o Tênis de Mesa que utiliza a mesa, raquete e bolas, conforme normas de higiene repassadas à FME e Secretaria de Saúde. Atividades dos núcleos, escolinhas e projetos somente serão analisadas após o retorno das aulas escolares.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.