Criciúma: Desafio de embaixadinhas em casa

Projeto Anjos do Futsal promove a competição para garotos do projeto. Cerca de 200 meninos aceitam o desafio e participam

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Durante oito dias, os garotos que fazem parte do Anjos do Futsal tiveram a oportunidade de participar do Desafio de Embaixadinhas, que foi promovido pelo projeto. Cerca de 200 meninos e adolescentes aceitaram o desafio.

- PUBLICIDADE -

O coordenador técnico do Anjos do Futsal, Jean Reis, explica que, depois de mais de um mês sem treinos, o objetivo desta iniciativa era incentivar os garotos a praticarem atividade física e se movimentarem neste período que estão em casa. “Lançamos a ideia de fazer embaixadinhas porque é uma atividade de contato com bola, que é praticava sozinho e que incentiva a querer sempre melhorar, fazer mais da próxima vez”, conta.

O Desafio das Embaixadinhas teve o envolvimento, principalmente, dos professores dos 26 núcleos do Anjos do Futsal dos 21 municípios que integram o projeto por estar em contato com os garotos e divulgar a iniciativa e dos pais que participaram da brincadeira com os filhos.

Ao fazer o vídeo, os garotos publicaram no Facebook e cada núcleo recebeu medalhas que serão sorteadas entre os participantes do desafio. A intenção era fazer as crianças participar e não quem fazia o maior número de embaixadinhas. Ao postar no seu Facebook já estava sendo considerado como fazendo parte do desafio.

Na avaliação do coordenador técnico Jean Reis, o Desafio das Embaixadinhas foi um sucesso e teve repercussão muito positiva, fazendo cada garoto pensar no esporte e focar em atividades com a bola. “Em alguns municípios que contam com um núcleo do Anjos do Futsal, os alunos ainda estão fazendo seus vídeos e os professores continuam postando nas redes sociais”, conclui.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.