Acabou o sufoco! Tigre domina o jogo e garante a permanência na Série C

Tricolor carvoeiro começou o jogo perdendo, virou mas cedeu o empate no final e vai ter a chance de tentar voltar à Série B no próximo ano. Placar foi de 2 a 2

Fotos: Celso da Luz - Criciúma E.C
- PUBLICIDADE -

Guilherme Cordeiro

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Não bastasse o susto que todo o Criciumense levou no início da semana, pelo assalto que foi notoriamente repercutido, Criciúma ainda teria fortes emoções para vivenciar na noite deste sábado, dia 5 de dezembro. Felizmente, agora no futebol. O Criciúma chegou até o último jogo da primeira fase ameaçado de cair para a Série D no próximo ano. Com 18 pontos ganhos, em rodada que dependia do resultado do confronto entre São Bento e Ituano caso não conseguisse vencer. Em casa o Tigre dependia só dele mesmo para não ser rebaixado para a quarta divisão do futebol nacional. Na noite deste sábado o Criciúma começou perdendo, mas conseguiu de virada, garantir a permanência na Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020. Com gols de Felipe Menezes e Foguinho.

Em clima de despedida, Foguinho fez o segundo gol e comemorou muito – Foto: Celso da Luz – Criciúma E.C

Primeiro tempo agressivo

O tricolor carvoeiro conseguiu a primeira falta do jogo logo no primeiro minuto e pressionou o visitante já no início com o time adiantado em busca da vitória. Aos 4 minutos, Andrew é lançado mas o atacante que era acompanhado por Claudinho não consegue dominar a tempo e a bola sai pela a linha de fundo. A vontade de vencer do Tigre já era visível. Mesmo com o domínio do Tigre nos primeiros minutos o Brusque tentava responder e aos 13 minutos da etapa inicial, Mauricio Garcez é derrubado por Foguinho dentro da área e o árbitro assinala o pênalti. Tiago Alagoano vai para a cobrança e de pé direito chuta no canto esquerdo de Agenor, que cai para o outro lado. O Brusque abria o placar e a garoa voltava a cair no Heriberto Hülse para e deixava a situação do Criciúma cada vez pior.

O Tigre não se abala com o gol sofrido e continua pressionando o time do Brusque, até que aos 22 minutos do primeiro tempo consegue uma falta com chance de gol. Cobrança de falta ensaiada e lançada na esquerda, em seguida cruzada para o meio da pequena área para Alex Reinaldo que chuta forte e marca o empate no Majestoso. Com o empate o jogo fica ainda mais movimentado e as equipes se arriscam mais. Aos 28 minutos o Tigre consegue outra boa chance de falta e Alex Reinaldo é quem cobra muito bem colocada enquanto o goleiro do Brusque, Ruan Carneiro faz um verdadeiro milagre espalmando a bola e tirando para escanteio.

O relógio marcava 33 minutos da primeira etapa e era visível que o Criciúma era o melhor em campo. Isso se tornou perceptível novamente já aos 35 minutos quando em boa jogada Foguinho recebe na entrada da área, faz o corte e dispara uma bomba sem chance para o goleiro do Brusque. Se redime do pênalti cometido e vibra muito com o gol marcado que era o gol que tirava o Criciúma do sufoco que vinha se arrastando há várias rodadas. O primeiro tempo ainda contou com uma boa chance de Jean Lucas, aos 43 minutos, que com o pé esquerdo quase marca depois de um chute muito bem batido, passando por cima da meta do Brusque.

Foto: Celso da Luz – Criciúma E.C

Segundo tempo mais controlado

Em um segundo tempo que o Brusque manteve a bola no meio do campo para se aproximar do ataque carvoeiro, o Criciúma cada vez que tinha o domínio da bola chegava com perigo de alguma forma. Já aos 4 minutos, Alex Reinaldo cobra falta levantada na área e Ruan Carneiro tira para o escanteio afastando o perigo.  O Brusque teve boa chance aos 17 minutos com Jefferson Renan que bateu forte de fora da área, a bola passa perto mas Agenor só acompanha. Quando o jogo chega em 30 minutos do primeiro tempo as equipes já parecem trocar mais passes e se arriscam um pouco menos, mesmo o Brusque perdendo se utiliza dos passes no meio de campo durante muito tempo.

Mesmo na frente no placar o Tigre parece ainda querer ampliar o resultado, pelas chances que consegue criar. Aos 41 minutos Foguinho liga o contra – ataque, passa para Victor Guilherme que bate para o gol. O goleiro do Brusque Ruan Carneiro salva mais uma vez. Após oito minutos de acréscimo, Thiago Alagoano em um boa oportunidade consegue marcar aos 47 minutos da etapa final e marca o seu segundo gol da partida deixando tudo igual no Heriberto Hülse.

O resultado pode não refletir o domínio do Tigre em mais momentos da partida do que o Brusque mas definitivamente o placar ficou em segundo plano, já que a vitória do Ituano sobre o São Bento junto com o empate em casa garantiram a permanência do Tigre na Série C do próximo ano e o torcedor carvoeiro pode respirar aliviado. O Criciúma termina a primeira fase na oitava posição, com 19 pontos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.