A preparação do Próspera em Minas Gerais

Time da Raça faz parceria com o União Luziense, time da região metropolitana de Belo Horizonte, e treina no estado mineiro até quarta-feira. Estreia na Série B Estadual será no dia primeiro de novembro

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A preparação do Próspera, para a Série B do Catarinense, está a todo vapor. O clube criciumense fechou uma parceria com o União Luziense, time da cidade de Santa Luzia, localizada na região de Belo Horizonte, e trabalha no CT do time mineiro. Sob comando do técnico Paulo Baier, os jogadores trabalharão no Sudeste até quarta-feira. “O ambiente dá tranquilidade para o atleta. A realidade do Próspera, em Criciúma, em 2018 e 2019, foi concentração em hotel, com parceiros. É bacana, mas a gente, normalmente, tem o problema do barulho, no início da manhã, e muitas vezes acaba quebrando o sono dos atletas que precisam de descanso”, comenta o presidente do Próspera, Israel Rocha.

O isolamento no antigo CT do América-MG serviu também para que os jogadores não tenham problema de contaminação com a Covid-19. “A gente optou por iniciar fora, em locais onde a gente pudesse concentrar. Então, dentro dessa parceria em Belo Horizonte, se tornou economicamente viável para nós fazer o nosso inicio de temporada lá”, enfatiza.

Baier se juntou ao grupo de jogadores no dia 15 deste mês e começou efetivamente os treinos. “O Paulo Baier vem conhecendo os atletas e o grupo. Ele está apresentando o modo dele jogar e o que espera dos jogadores”, destaca Israel.

A partir de quinta-feira, dia primeiro, o grupo de jogadores trabalhará em Criciúma – tanto no estádio Mário Balsini, como em outros gramados da região. “Vamos trabalhar 30 dias em Criciúma. A gente pretende preservar o nosso gramado. Até então tivemos cuidado e queremos permanecer. Os atletas vão treinar aqui, para conhecer o palco deles, mas já temos parceiros na região, onde vamos usar os campos para manter o gramado do Mário Balsini preservado”, pontua o presidente, sem revelar, porém, quais são os parceiros do Próspera.

Elenco mesclado entre jovens e experientes

O elenco do Próspera foi montado no decorrer da temporada. Mesmo com a pandemia do coronavírus, a diretoria não deixou de correr atrás de reforços. Tudo começou com as equipes Sub-17 e Sub-20 do próprio clube. Então, os dirigentes mapearam as necessidades e trataram de contratar os jogadores. “Iniciamos o projeto com um plantel do nosso Sub-17 e Sub-20 e com atletas que nós tínhamos mapeado na Copa São Paulo de Futebol Júnior e na A3 Paulista. A gente tinha mapeado alguns atletas que, ao nosso ver, tem condições de disputar a Série B do Catarinense e fomos montando. A medida em que fomos verificando uma ou outra deficiência do coletivo, a gente foi trazendo outros atletas e incorporando. Hoje, inclusive, o plantel ainda falta uma ou outra peça, com uma ou outra característica”, diz.

Novos jogadores serão contratados, caso Paulo Baier detecte a necessidade. “Agora, eu aguardo o olho do Paulo Baier, a visão dele. Muito provavelmente vamos anunciar um ou outro atleta dentro das nossas necessidades e carências, daquilo que ele enxerga para o futebol que ele quer apresentar”, pontua Israel.

Até agora, o Próspera realizou alguns amistosos: empate em 0 a 0 com o Cruzeiro e vitória por 2 a 1 contra o Democrata de Governador Valadares. Os gols do Time da Raça foram marcados por Danielzinho e Yan. A estreia na Série B do Catarinense será no dia primeiro de novembro, às 15 horas, contra o Fluminense, de Joinville, no estádio Mário Balsini.

*A matéria completa você confere no jornal Tribuna de Notícias desta terça-feira

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.