Reação da economia reflete-se no aumento do consumo

Conforme pesquisa do IBGE, comércio de Santa Catarina terminou 2019 com saldo positivo, registrando altas no volume de vendas entre 8,6% e 10% na comparação com o ano anterior

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Um dos fatores que contribuem para o crescimento econômico é o aumento do consumo. Nesse quesito, Santa Catarina terminou 2019 com saldo positivo. Conforme aponta a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), publicada no último dia 12 de fevereiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o comércio varejista restrito, que não inclui atividades de material de construção e veículos, teve alta de 8,6% no volume de vendas no Estado, e de 11,5% na receita nominal na comparação com 2018. Já o varejo ampliado avançou 10% e 12,4%, respectivamente.

No mês de dezembro, o setor cresceu 8,4% no volume de vendas, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, e teve variação nula em relação a novembro. A receita nominal variou 12,3% e 1,3%, nas mesmas comparações.

- PUBLICIDADE -

“Os números mostram que a retração econômica ficou para trás. O consumidor retomou a confiança na economia brasileira e, por isso, voltou a comprar. Se compararmos aos dados do país, veremos que no Estado o aumento do consumo ficou bem acima da média nacional, demonstrando claramente que os catarinenses estão ainda mais otimistas com o desempenho da economia em Santa Catarina”, avalia o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

No Brasil, o comércio varejista restrito registrou aumento de 1,8% no volume de vendas e de 5% na receita nominal no comparativo com 2018. Já o varejo ampliado teve alta de 3,9% e 6,4%, respectivamente.

Ações do varejo em Criciúma

“Tivemos um crescimento de 5% no último Natal, continuando uma tendência de alta das outras datas comemorativas. Reflexo da melhora da economia, taxa de juros baixa, as empresas investindo e contratando mais. Com esse cenário de expectativa positiva e as famílias tendo uma certa folga no orçamento, as pessoas naturalmente vão começando a consumir mais”, endossa a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Andréa Gazola Salvalággio.

“Esperamos que os ventos continuem a favor e possamos continuar crescendo. Para isso, cumprimos nosso papel, realizando ações promocionais, como o Presentão de Natal e eventos com debates e conteúdos sobre inovação, marketing, atendimento e outras temáticas importantes para quem quer se diferenciar no mercado do varejo, que está cada vez mais competitivo”, completa.

Recuperação de crédito

Dados apontados pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) e pela Boa Vista, divulgados no último dia 14 de fevereiro, mostram que o Indicador de Recuperação de Crédito do Consumidor subiu 6,3% no Estado.

A variação foi maior nas cidades de Blumenau (30,8%), Criciúma (25,9%) e Tubarão (25,5%), enquanto a capital Florianópolis registrou o menor crescimento entre as cidades (7,6%). “A volta da empregabilidade e renda afeta também o consumo, a contratação de crédito e as dívidas”, resume o presidente da Facisc, Jonny Zulauf.

Confiança empresarial

Outro fator vital para o crescimento econômico é a disposição do empresariado em investir, o que depende, por exemplo, da confiança nas projeções da economia. Em janeiro, o Índice de Confiança Empresarial (ICE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE) subiu 0,9 ponto, atingindo 98 pontos, maior nível desde março de 2014. Em médias móveis trimestrais, o índice avançou 1,2 ponto percentual, no sétimo aumento consecutivo.

O índice consolida o nível de confiança dos quatro setores cobertos pelas Sondagens Empresariais produzidas pela FGV IBRE: Indústria, Serviços, Comércio e Construção. O Índice de Expectativas (IE-E) subiu 0,7 ponto, para 100,9 pontos, maior nível desde janeiro de 2019 (102,8 pontos).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.