Preço do arroz dispara nos supermercados

Valor médio comercializado nos estabelecimentos é de R$ 4. Alta demanda e baixa oferta ocasionaram acréscimo

Foto: Guilherme Cordeiro/TN
- PUBLICIDADE -

Geórgia Gava/ Especial
Criciúma

Assim como o leite e o óleo de soja, o preço do arroz também disparou nos supermercados. O acréscimo já era esperado pelo setor, mas os valores mais altos do “dia para noite” chamam a atenção dos consumidores do Sul catarinense. Atualmente, o valor médio do quilo do produto está sendo comercializado a R$ 4 nos estabelecimentos, podendo ultrapassar os R$ 5 em algumas marcas renomeadas.

- PUBLICIDADE -

Esse acréscimo já havia sido adiantado pelo vice-presidente da Associação Catarinense dos Supermercados (Acats) ao Jornal Tribuna de Notícias. De acordo com Nazareno Dorneles, a entidade previa um aumento de até 25% para ser repassado aos consumidores por conta da alta demanda, exportação e uma oferta baixa dos estabelecimentos.

De acordo com o diretor B2B da Cooperja, Carlos Roberto Wilk, o segmento do arroz nos últimos anos trabalhou com pouca margem, sem margem e até com margem negativa sob os valores comercializados. “Em outubro de 2018 ocorreu o movimento de preços do arroz onde o segmento esperava se recompor, mas não aconteceu. Em 2019, novamente se esperava essa recuperação e não foi possível. Agora em fevereiro de 2020, os preços do setor começaram a se recompor e não tínhamos ainda situação da Covid-19. Os estoques do produto eram baixos, o dólar acima dos cinco apontava firmemente para recuperação do segmento e dessa forma o repasse nos preços para os consumidores”, explica.

Para os consumidores, o aumento do preço nas prateleiras chama atenção. “Já tínhamos indicativos que esse acréscimo aconteceria de uma hora para outra. Estoques baixos, dólar aumentando. Com o coronavírus, o mundo saiu para adquirir alimentos, e dessa forma essa situação se potencializou. As pessoas compraram alimentos básicos e estocaram, campanhas mundiais de doações de alimentos aconteceram e assim o produto se valorizou ainda mais”, acrescenta o diretor.

Nos últimos anos, o preço do pacote de arroz 5kg para os consumidores variava entre R$ 10 e R$ 15. Atualmente, o valor está entre R$ 15 e R$ 20, com algumas marcas nobres acima desse patamar. “Mas parece que o mercado está começando a se acomodar em um item alimentar barato. Um quilo de arroz hoje está na faixa de R$ 4, isso proporciona uma refeição abaixo de 30 centavos”, ressalta o Wilk.

Produtores também sentem impacto

O preço do arroz aumentou, mas também o valor para cultivo dele. “Nossos produtores também sentiram aumento de preço das vendas, mas o segmento está muito apreensivo, os insumos e equipamentos necessários para o plantio também estão com os preços alterados. As máquinas e equipamentos agrícolas, como os controladores de carga, além dos combustíveis, tudo está ficando mais caro e dando uma certa insegurança no segmento”, finaliza o diretor.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.