Dólar abre disparada e bate R$ 4,79

Resultados econômicos sofrem pressão por medo do coronavírus e também da queda dos preços do petróleo

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

O preço do dólar abriu em disparada e bateu R$ 4,79 nessa segunda-feira, dia 9. Foi um aumento de 3,33%. A máxima chegou a ao recorde de R$ 4,7931, logo após a abertura.

Esta segunda é marcada por quedas em bolsas ao redor do mundo, pelo medo do coronavírus e pela queda no preço do petróleo na Arábia Saudita, segundo informações do jornal O Estado de S.Paulo.

- PUBLICIDADE -

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 3,42%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 3,01%.

Segundo o Estadão, a Arábia Saudita reduziu os preços do petróleo, abrindo o caminho para um forte aumento de sua produção em abril. A decisão dos sauditas, anunciada no fim de semana, veio após a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e os aliados da Opep+ não conseguirem fechar um acordo na última sexta (6) para cortar ainda mais a produção do grupo, como parte de uma estratégia para amenizar o impacto econômico do coronavírus.
A Rússia, líder informal da Opep+, não aceitou uma proposta da Opep de reduzir a oferta coletiva em mais 1,5 milhão de barris por dia.

 
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.