Criciúma: Poucas lojas abrem hoje; Todas fecham amanhã

Presidente do CDL afirmou que a partir dessa quinta-feira os lojistas passarão a seguir o decreto assinado pelo governador Carlos Moisés

Foto: Lucas Colombo / Arquivo / TN
- PUBLICIDADE -

A maioria dos lojistas de Criciúma já está cumprindo o decreto assinado pelo governador Carlos Moisés na noite de ontem, dia 17, ordenando o fechamento do comércio por no mínimo sete dias. Porém, nessa quarta-feira, 18, algumas lojas ainda operam na cidade “por falta de conhecimento”, segundo a presidente Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Andrea Salvalagio.

A partir de amanhã, só funcionarão os serviços básicos e essenciais, como farmácias, supermercados e postos de combustíveis. “Sei que teremos prejuízos com as lojas fechadas e não será fácil manter. Ninguém gosta, estávamos reduzindo os horários e fazendo diversas ações, mas às vezes tem que ser de uma forma mais radical”, afirmou Andrea em entrevista à Rádio Eldorado.

- PUBLICIDADE -

A presidente acredita que nessa quinta, todos os empresários do setor já estarão cientes da determinação. O CDL receberá o apoio da Polícia Militar, para ajudar na fiscalização. “Hoje recebi uma informação que a PM nos ajudará neste primeiro momento, ou seja, eles também passarão nas lojas informando sobre o decreto. Hoje será uma forma de adaptação. Amanhã, com certeza o comércio de Criciúma estará todo fechado”, enfatizou.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.