Criciúma: Curso técnico estimula crescimento profissional

Jovem do Pará é um dos alunos que inicia estudos na Satc

- PUBLICIDADE -

 

Antes de ingressar em um curso técnico, Breno do Espírito Santo da Silva, 23 anos, pesquisou o mercado de trabalho e as oportunidades. E foi isso que o estimulou a cursar o técnico em Eletrotécnica na Satc. “Meu primo estudou aqui e percebi o quanto a Satc tem força. Optei pela Eletrotécnica porque é uma área bem procurada”, argumentou o aluno.

- PUBLICIDADE -

Natural da cidade paraense de Irituia, a 170 quilômetros da capital Belém, Breno chegou em Santa Catarina em agosto de 2019. Parou em Gaspar inicialmente, mas optou para vir mais ao Sul, onde possui familiares. Hoje, morando em Içara, ele precisa acordar cedo para o trabalho de serviços gerais. “Sei que vai ser corrido, trabalhar durante o dia e estudar à noite, mas todo sacrifício tem sua recompensa e quero crescer profissionalmente”, afirmou Breno.

A expectativa do estudante, em melhorar na carreira profissional e buscar novas oportunidades, é confirmada no Setor de Estágios da Satc. Somente em 2019, a equipe contabilizou mais de 1,7 mil vagas de emprego e estágio. São números que abrangem os cursos técnicos e também os de graduação.

“Nossa média anual oscila entre 1,5 mil e 1,7 mil vagas. Isso representa uma média de duas vagas para cada aluno da Satc, se formos olhar as quantidades. O importante é entender que há demanda em todos os níveis profissionais que nós formamos”, destacou o coordenador do Setor de Estágios, Fabiano de Medeiros Ugioni.

O bom desempenho dos números reforça a parceria da instituição com o setor empresarial. “As empresas sabem da formação técnica e profissional do nosso aluno e vem em busca desse formado”, afirmou Ugioni. A percepção é por aumento na quantidade de vagas em todas as áreas, com destaque especial para o setor de informática e programação.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.