Covid-19: Provadores de roupa estão permitidos em todo o Estado

Essa era uma reivindicação da CDL de Criciúma, enquanto pandemia segue avançando

Portaria permite provadores nos status grave e gravíssimo de pandemia (Foto: Arquivo/Guilherme Cordeiro/TN)
- PUBLICIDADE -

Ontem saiu nova atualização da classificação de potencial de risco de pandemia nas regiões catarinenses. A Amrec, a exemplo da Amesc, permanece na cor laranja, em situação grave. Porém, uma portaria estadual determina pela flexibilização nas restrições impostas para essa bandeira: a volta dos provadores de roupa no comércio.

Essa demanda foi levantada, especialmente, pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma. De acordo com a portaria 883 estadual, está permitida a prova de roupas, acessórios, bijuterias e calçados no comércio, tanto nas regiões em risco grave quanto nas regiões de risco gravíssimo.

- PUBLICIDADE -

A presidente da CDL de Criciúma, Andréa Salvalaggio, comemorou a decisão do Estado, após o comércio ter passado uma semana sem os provadores de roupa em funcionamento.

“Ficamos duas semanas com os provadores e depois passamos pro laranja e fecha de novo, recebemos com muita tristeza. Aí começamos a movimentação, em conversa com o Acélio (Casagrande, secretário de Saúde de Criciúma), que conseguiu contato em Florianópolis. No começo eles estavam muito reticentes”, disse André à Rádio Eldorado.

Após negociações, o setor epidemiológico do Estado voltou atrás. “A pessoa levando a mercadoria e volta para trocar, vai e volta, tem muito mais risco do que de repente provar nas lojas, que estão cumprindo todos os protocolos. A confirmação, no Diário oficial, está liberado tanto no laranja quanto no vermelho. É uma conquista muito grande para o Estado todo”, conclui a presidente da CDL.

Números da pandemia seguem crescendo

ue avançado. O número de casos ativos na cidade ontem foi o maior desde o dia 6 de setembro, quando haviam 1.112 contaminados: atualmente, são 1.073. Porém, ao contrário de setembro, quando a curva indicava queda nos índices, novembro tem sido de aumento: no dia 1º eram 208 contaminados; em 17 dias, mais do que quintuplicou o número.

As internações também aumentam: contando clínica e UTI das redes pública e privada, eram 108 na terça-feira; foi para 118 ontem. Destes, 35 estão em UTI.

Em Içara, a curva de contágio também cresce. O pico de contaminados foi no dia 22 de agosto, com 403 casos ativos. Na terça-feira, já eram 377 pessoas portadoras do vírus.No Hospital São Donato, a ala para Covid-19 de UTI está lotada: 10 pacientes in

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.