Amrec: Gestores municipais conhecem eixos do Plano de Desenvolvimento

Terceira fase do projeto ocorreu na sexta-feira; Dados foram apresentados após encontros virtuais nos 12 municípios da Região Carbonífera

Foto: Reprodução
- PUBLICIDADE -

O projeto de elaboração do Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Amrec concluiu mais uma etapa importante. Na manhã da última sexta-feira, a Unesc e o Unibave reuniram prefeitos e secretários municipais para apresentar e validar a visão de futuro, eixos e objetivos estratégicos, elencados após a análise dos dados e contribuições coletadas ao longo de 12 encontros virtuais com lideranças e a comunidade de cada município. Os resultados da reunião serão compartilhados com toda a comunidade, em um evento no dia 6 de outubro, às 19h, quando a comunidade poderá contribuir novamente com a construção do Plano de Desenvolvimento.

Este momento será transmitido pela Unesc TV, em seu canal no Youtube (www.youtube.com/unesctv) e os participantes poderão ainda se inscrever para comporem grupos de trabalho (GTs) posteriormente.

- PUBLICIDADE -

Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, a elaboração do Plano de Desenvolvimento é um importante passo para a região, e o trabalho, feito com abrangência, responsabilidade e com a participação da comunidade, o que ela julga ser essencial para o bom resultado do projeto. “Um trabalho com esta profundidade não se faz sem dedicação e a participação efetiva de todos. A metodologia empregada envolve a construção dos projetos estratégicos estruturantes, dos setores portadores de futuro, que são identificados a partir dos dados que trouxemos e a partir das macrotendências. Esses setores têm que balizar o nosso desenvolvimento. Eles são essenciais a nossa análise e construção dos projetos estratégicos”.

Para o reitor do Unibave, Elcio Willemann, o projeto é de extrema relevância para o crescimento e desenvolvimento dos municípios do Sul catarinense. “As informações coletadas ao longo destas etapas são imprescindíveis para a elaboração de estratégias para o desenvolvimento da região. E ele só vai ocorrer a partir do engajamento de todos e de ações em conjunto. Este projeto foi uma brilhante ideia da Unesc e agradecemos à Universidade por ter aberto a possibilidade de parceria com o Unibave”.

Apresentação de dados

O também coordenador do Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico da Unesc, Thiago Fabris, apresentou dados econômicos e sociais da região Sul catarinense. Segundo ele, as principais variáveis se relacionam à geração de emprego e renda, sendo que a geração de empregos formais impacta fortemente no crescimento econômico. Para cada emprego formal gerado, temos valor adicionado R$ 100 mil à economia da região. A educação (avaliação em termos de Ensino Médio) está em um patamar ainda acima: cada matrícula gerada contribui para a economia da Amrec algo em torno de R$ 7 mil.

Fabris apresentou dados sobre o número de empresas por habitantes na Amrec – em média 1 para cada 29 pessoas – informações sobre educação e os setores portadores de futuro. Ele apresentou ainda a análise dos 20 principais setores da economia da Amrec, e os setores-chave e seus efeitos multiplicadores.

Segundo o diagnóstico, os eixos estratégicos regionais são: turismo integrado; inovação e sociedade do conhecimento; sustentabilidade ambiental e uso consciente dos recursos; desenvolvimento econômico; desenvolvimento educacional e social e mobilidade regional integrada.

Para saber em mais detalhes os dados apresentados, você pode acessar um caderno no site o Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico da Unesc através do link: http://observatorio.unesc.net/

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.