Três estabelecimentos interditados por descumprirem decreto

Fiscalização está sendo rígida em Criciúma. Um grupo de autoridades sanitárias e de segurança estão acompanhando situação na cidade

- PUBLICIDADE -

Na sexta-feira (26) passou a vigor o decreto número 815/2020 que trata sobre novas medidas restritivas que visa combater o novo coronavírus em Criciúma. As estratégias foram criadas pelo poder público em parceria com diversos segmentos da sociedade organizada.

Durante o fim de semana autoridades de Saúde e Segurança realizaram a fiscalização. De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária de Criciúma, Samuel Bucco, três locais foram interditados pelos órgãos de segurança, tendo em vista que eram reincidentes. “O fato que mais chamou a atenção foi o de que os estabelecimentos autuados já haviam sido notificados anteriormente para adoção das medidas sanitárias e infelizmente não atenderam às solicitações das autoridades. Havia a falta de distanciamento social e eles precisaram ser interditados por 10 dias para se adaptarem às medidas necessárias”, falou.

- PUBLICIDADE -

Mesmo havendo essas situações, o decreto chegou com bons olhos aos segmentos e população. “O decreto foi construído em conjunto com os setores regulados e, no geral, foi bem aceito pela maioria dos estabelecimentos e população”, disse Bucco.

Na opinião do coordenador, a população está se conscientizando após a volta da das medidas restritivas. “Observamos uma melhora significativa nas condições sanitárias no que diz respeito ao combate da pandemia caudada pela COVID19, principalmente nos serviços de alimentação. A grande maioria dos estabelecimentos fiscalizados atenderam às exigências e adotaram as medidas necessárias para cumprimento das regras, só tivemos esses três registros”, pontuou.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.