Tigre: Heriberto Hülse recebe sanitização preventiva

Majestoso está há uma semana de receber o jogo que marca a volta do Campeonato Catarinense, contra o Marcílio Dias

Foto: Divulgação / Criciúma EC
- PUBLICIDADE -
O estádio Heriberto Hülse, casa do Criciúma Esporte Clube, iniciou na manhã desta quarta-feira, dia 1º, uma sanitização geral preventiva contra o coronavírus. A limpeza das áreas internas e externas é realizada por uma empresa especializada, e ocorre uma semana antes da partida contra o Marcílio Dias, válida pelas quartas de final do Campeonato Catarinense, com a possibilidade de receber público com segurança sanitária, a depender apenas de autorização.
A sanitização é realizada por profissionais especializados, com trajes especiais conforme os protocolos determinados. “Todos os ambientes de trabalho do clube estão higienizados e livres de qualquer tipo de vírus, bactérias, ácaros, fungos, ou seja, tudo que possa ocasionar problemas respiratórios. Desde a retomada das atividades estamos tomando todos os cuidados para evitar qualquer tipo de contágio, e até então, temos obtido sucesso”, enalteceu o médico do clube, Ricardo Furtado.
Desde o início da pandemia, o Tigre segue cumprindo os protocolos de saúde do Governo do Estado. O Centro de Treinamento Antenor Angeloni, localizado no bairro Cristo Redentor, recebeu a mesma sanitização nos dias 11 e 12 de julho. Além disso, foram realizados 59 testes de COVID-19 nos atletas, comissão técnica e funcionários, cujos resultados foram todos negativos.
Diariamente os profissionais respondem um questionário para detectar possíveis sintomas da doença e é realizado a medição da temperatura logo na entrada do Centro de Treinamento, assim como será feito no Majestoso.
Confira mais fotos do processo:
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.