Karina Manarin: Uma eleição atípica

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias


- PUBLICIDADE -

A proibição da coligação na proporcional é um dos maiores desafios aos partidos políticos nas eleições deste ano. Em Criciúma por exemplo, a projeção é que a legenda seja entre 6,5 a 7 mil votos, ou seja, cada sigla terá que alcançar esse número para eleger um vereador. Com as novas regras, a tendência é que haja no cenário mais candidatos que em outros anos, quando havia aliança proporcional e os partidos se uniam. Hoje, cada partido pode lançar até 26 candidatos com 30% das vagas para mulheres.  Com isso, a tendência também é de uma votação mais “espalhada”, com redução do número de votos do mais votado em relação ao pleito anterior. Mais que isso, em meio a campanha tem uma pandemia, que pode impedir o contato mais direto com o eleitor, dificultando para os candidatos menos conhecidos. Os partidos já estão com caneta e papel na mão, fazendo cálculos para alcançar o maior número de vereadores. O prefeito Clésio Salvaro, pré-candidato à reeleição pelo PSDB, colocou cedo o time tucano em campo. Mais que o ex-secretário e atual vereador Arleu da Silveira, o mais votado em 2016, e outros  tucanos experientes e conhecidos, Salvaro levou para o ninho o atual presidente da Câmara, Tita Belolli e o também vereador Toninho da Imbralit, eleitos pelo MDB em 2016. O atual prefeito como ele mesmo diria, trabalha com um “olho no boi e outro na cerca”, visando não somente sua reeleição mas a maioria na Câmara.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.