Estadual: Santa Catarina reforça importância da prevenção contra o novo coronavírus

Para aquelas pessoas que tenham viajado à China ou para a Europa nos últimos 14 dias é importante ficar atento e procurar atendimento médico imediato em caso de febre acompanhada de pelo menos um sintoma respiratório, como tosse ou dificuldade para respirar.

- PUBLICIDADE -

O Governo do Estado acompanha a evolução e os casos do novo coronavírus. Atualmente, Santa Catarina tem dois casos suspeitos e outros quatro que já foram descartados. Diante disso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) lançou um site com informações sobre a doença e reforça a importância de profissionais da saúde e da população adotarem medidas de prevenção para evitar a exposição ao vírus.

Na página da SES, há explicações sobre o novo agente do coronavírus (SARS-CoV-2), a doença (Covid-19) e dados no Brasil e no mundo. Os números são atualizados diariamente pela Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde (IVIS) do Ministério da Saúde, responsável por compilar as informações.

- PUBLICIDADE -

No endereço, o profissional de saúde também pode consultar o Plano de Contingência da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina para o enfrentamento do novo coronavírus. O documento, com quase 40 páginas, orienta como identificar os possíveis casos suspeitos e realizar o adequado manejo, além das medidas de prevenção e orientação à população.

“O importante é que toda a rede esteja ciente dos critérios que devem ser observados na triagem, além dos protocolos e fluxos para encaminhamentos de materiais coletados para diagnóstico ou descarte dos casos que venham a ser considerados suspeitos”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino. “Santa Catarina está se preparando por meio de parcerias com municípios e Ministério da Saúde. Isso demonstra que o SUS é um sistema fortalecido e estamos trabalhando sem pânico ou correria, mas sim, com muita seriedade para preparar nossos profissionais de saúde”, acrescentou.

Não existe, até o momento, vacina para prevenir a infecção. Para aquelas pessoas que tenham viajado à China ou para a Europa nos últimos 14 dias é importante ficar atento e procurar atendimento médico imediato em caso de febre acompanhada de pelo menos um sintoma respiratório, como tosse ou dificuldade para respirar. Por isso, a orientação é que as pessoas adotem as medidas de prevenção contra a doença para evitar a exposição ao vírus, como lavar as mãos com frequência e cobrir a boca quando tossir e o nariz ao espirrar.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.