Estadual: Deputados de SC acumulam derrotas nas eleições municipais

Em Criciúma, Rodrigo Minotto (PDT) ficou na quarta posição

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Os deputados estaduais e federais por Santa Catarina que disputaram as eleições municipais de 2020 não tiveram muito sucesso. A maioria tentou a cadeira principal de grandes municípios, mas o desempenho ficou aquém do esperado.

Em Blumenau, por exemplo, dupla derrota. Os deputados estaduais Ivan Naatz (PL) e Ricardo Alba (PSL) não conseguiram chegar ao segundo turno. Ana Paula Lima (PT), que assessorava a bancada petista na Alesc, também ficou para trás.

- PUBLICIDADE -

Em Joinville, Fernando Krelling (MDB) também não passou para o segundo turno, em um município onde o atual prefeito, Udo Döhler, é de seu partido e há o legado Luiz Henrique da Silveira. No Sul, Rodrigo Minotto (PDT) ficou com a quarta colocação em Criciúma.

A exceção na Alesc é Carlos Humberto (PL), que renovou o mandato como vice-prefeito em Balneário Camboriú. Entre os deputados federais, novos fracassos. Ângela Amin (PP) foi a quarta colocada na disputa da prefeitura de Florianópolis com apenas 7,4% dos votos.

No Oeste, em Chapecó, Pedro Uczai (PT) concorreu como vice-prefeito na chapa de Cláudio Vignatti (PSB), mas a chapa terminou na terceira colocação.

Já na Serra, em Lages, Carmen Zanotto (Cidadania) perdeu por 56 votos para o atual prefeito, Antonio Ceron (PSD).

A exceção na Câmara federal pode ser Darci de Matos (PSD), que vai disputar segundo turno em Joinville contra Adriano Silva (Novo).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.