Em visita a Içara, secretário de Saúde recebe pedido de incentivo à maternidade

Os dois documentos tiveram um único pedido: o incentivo de R$ 250 mil ao mês para a maternidade em Içara. O recurso foi cortado em 2019 e desde então estava sendo coberto de forma paliativa por emendas parlamentares. Somente em janeiro, a fundação filantrópica registrou 120 partos.

- PUBLICIDADE -

Ofícios do Hospital São Donato e da Comissão de Intergestores Municipais da Região Carbonífera foram entregues ao secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, nesta sexta-feira, dia 14. Os dois documentos tiveram um único pedido: o incentivo de R$ 250 mil ao mês para a maternidade em Içara. O recurso foi cortado em 2019 e desde então estava sendo coberto de forma paliativa por emendas parlamentares. Somente em janeiro, a fundação filantrópica registrou 120 partos.

“Nivelamos todos os serviços do estado. Tínhamos hospitais que recebiam tabela cheia de urgência e emergência e nem sequer tinham o serviço”, indica Helton. Ainda segundo o secretário, o pedido regional será avaliado para que, diante da necessidade de outras instituições, vire uma política de governo. “Talvez seja o caminho definir incentivos conforme o volume de partos. É algo que iremos estudar. Os recursos para a Saúde não cobre toda a rede filantrópica e deve ser usado com equidade”, indica.

- PUBLICIDADE -

Para o presidente do HSD, Waldemar Luiz Casagrande, a parceria com o Estado é fundamental. “Temos todos o mesmo propósito, que é ajudar as pessoas”, completa o diretor-administrativo, Júlio César De Luca. “Em um ganinete passam muitos papéis. São muitas informações. Por isso o conhecimento do trabalho pessoalmente é muito importante”, lembra o deputado estadual, interlocutor da visita, Rodrigo Minotto (PDT).

A visita de Helton foi acompanhada ainda pelos deputados José Milton Scheffer (PP) e Ada Faraco De Lucca (MDB), além do prefeito Murialdo Canto Gastaldon (MDB), dos conselheiros do Hospital São Donato e de lideranças da cidade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.