Editorial: Até os carros?

- PUBLICIDADE -

Muito tem se falado sobre a postura dos nossos representantes e políticos brasileiros. Denúncias de fraudes, desperdício de dinheiro público, envolvimento em escândalos surgem todos os dias e são de conhecimento da população. Mas, se eu disser que tem gente que cobra respeito e conduta e, na primeira oportunidade que tem, acaba sendo corrupto também. Vou explicar.
Outro dia recebi um vídeo de um servidor público da Prefeitura de Criciúma que estava usando o veículo do município para interesse pessoal. Sim. Isto mesmo. Aproveitou-se do carro que estava em sua posse para ir ao supermercado da cidade fazer compras. E, certamente era para uso pessoal, já que há evidência pelos itens comprados. Para arrematar a falta de conduta deste servidor, ele ainda sai bebendo cerveja, com a lata em mãos enquanto dirige, sem se importar que houvesse várias pessoas testemunhando a sua postura.
É inadmissível cobrar dos nossos políticos boas práticas, se no dia a dia, ainda tem gente que faz o mesmo. Para ser corrupto não precisa roubar dinheiro público. Este cidadão também comete corrupção ao agir de tal forma. Pior que não é um caso isolado e não acontece apenas em Criciúma. Tem a revelia por esse Brasil afora. Alguns filmados, mas outros tantos testemunhados pela população, que assiste a tudo sem poder fazer nada.
É preciso mudar nossas atitudes. Precisamos ser mais zelosos com a máquina pública. E isso vai desde um simples funcionário de autarquia pública ou privada até os nossos comandantes. São por essas e outras ações que nosso país está do jeito que está. Não vai nos adiantar nada cobrar postura se não damos o exemplo aqui.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.