Forquilhinha: Dimas Kammer se desfilia do Progressistas

O partido emitiu uma nota oficial informando sobre a decisão do prefeito de Forquilhinha

- PUBLICIDADE -

Forquilhinha

Nesta quinta-feira, dia 18, o prefeito de Forquilhinha, Dimas Kammer pediu desfiliação do Progressistas. Ele informou que estava se sentindo desprestigiado pelo PP na escolha do pré-candidato às eleições municipais deste ano.

- PUBLICIDADE -

O Progressistas de Forquilhinha emitiu uma nota oficial. Leia na íntegra:

“Recebemos com muita tristeza o pedido de desfiliação do atual prefeito Dimas Kammer, o qual esteve presente no Partido Progressistas em boa parte da sua vida política. O prefeito justificou a decisão na imprensa por se sentir desprestigiado pelo PP na escolha do pré-candidato à eleição, o qual discordamos totalmente.

O Partido Progressista reitera que não tem, e nunca teve, nenhuma preferência por qualquer nome a pré-candidatura. Todas as decisões são tomadas de forma coletiva. O direito à reeleição automática do prefeito Dimas Kammer se daria a partir do momento em que o mesmo se sentisse apto a encarar o pleito eleitoral com segurança na esfera pessoal, política e jurídica.

No mês de fevereiro, o prefeito Dimas Kammer solicitou uma pesquisa para acompanhar qual o nome do partido estava melhor avaliado. A pesquisa apontou a preferência dos entrevistados pelo ex-prefeito Lei Alexandre. No mês de março, sem comunicar as lideranças do partido, Dimas afirmou em entrevista a uma emissora de rádio que abriria a mão da sua pré-candidatura alegando problemas pessoais.

Após reconsiderar o que disse na rádio, o atual prefeito sugeriu uma nova pesquisa como critério de definição da pré-candidatura do Partido Progressistas. A pesquisa foi feita com um instituto escolhido pelo prefeito Dimas, de sua confiança e credibilidade. Ao verificar o resultado da pesquisa, novamente o ex-prefeito Lei Alexandre obteve a preferência da maioria dos entrevistados.

Em uma atitude admirável, o prefeito Dimas Kammer abriu mão da sua pré-candidatura para o Lei Alexandre, que deixou a diretoria da Amrec para se dedicar à pré-campanha em Forquilhinha. Havia um sentimento de gratidão ao Dimas pelo gesto praticado, e a expectativa de contar com seu apoio neste pleito eleitoral em retribuição ao grupo que ajudou a elegê-lo prefeito. O que infelizmente não aconteceu.

O Partido Progressista está há alguns anos à frente da administração municipal de Forquilhinha, e durante este tempo sempre contou com a participação de inúmeras pessoas e de diferentes siglas partidárias, pois acredita que uma cidade mais próspera e desenvolvida se faz com a contribuição de todos.

Estar na administração de forma consistente durante este período trouxe muitos pontos positivos para o município que, em apenas três décadas de emancipação, está entre os mais desenvolvidos da Amrec e cresce a passos largos com um planejamento a longo prazo.

Todavia, no período eleitoral, também somos o partido mais visado, nos tornando alvos de constantes ataques políticos que tentam a todo custo nos desestruturar. Gostaríamos muito que, ao invés de ataques a sigla partidária, fossem apresentados projetos bem fundamentados para a cidade.

Apesar de não concordar com a decisão do prefeito Dimas Kammer, que agiu com interesse individual em detrimento do coletivo, o Partido Progressistas respeita o seu posicionamento e agradece por toda a contribuição com o projeto de desenvolvimento do município de Forquilhinha”, pontua.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.