Criciúma: Poeira gera conflito entre moradores

Conclusão do Anel Viário de Criciúma ainda é uma novela, mas a abertura da estrada foi pela Prefeitura de Criciúma

Foto: Lucas Colombo / TN
- PUBLICIDADE -

Há anos que a região Sul do Estado luta para a conclusão da quarta e última etapa do Anel de Contorno Viário de Criciúma. No ano de 2018, o então governador de Santa Catarina Eduardo Pinho Moreira chegou assinar ordem de serviço para a realização da obra, mas as promessas nunca saíram do papel. A terceira etapa foi concluída e terminou no bairro Vila Zuleima, em Criciúma, ficando por muito tempo a estrada fechada, se tornando um depósito de lixo.

Nos últimos anos, começou um grande conflito entre os moradores da localidade de Vila Zuleima, com uns lutando para o fechamento da estrada e outros querendo a via aberta. Vale lembrar, que mesmo a rodovia sendo estadual, que fez a abertura foi a Secretaria de Obras de Criciúma, conforme informações dos moradores.

- PUBLICIDADE -

De acordo com o morador Fábio Junior Izidoro Fister, a comunidade está passando por muitos problemas devido a abertura da estrada, devido ao movimento intenso de veículos pelo local e a poeira constante durante o dia inteiro. Ele completa que alguns moradores estão passando por problemas de saúde. “Muitos problemas respiratórios se agravaram”, pontua Fábio.

Ele conta que a estrada já virou uma luta entre algumas famílias. Fábio conta que após algum tempo com a estrada aberta, alguns moradores foram e fecharam, mas novamente foi aberta. “Vamos fazer o fechamento mais uma vez”, garante. Ele completa que já foram feitas duas denúncias no Ministério Público para que a rua seja fechada, já que foi aberta irregularmente, por se tratar de uma rodovia estadual.

Lado oposto diverge de fechamento

No lado oposta de algumas famílias estão alguns empresários que tem o empreendimento nas margens da rodovia e a utilizam como rota de acesso. Reginaldo Gonçalves Machado, da empresa RM, defende a estrada aberta por ser fundamental como mais uma saída do bairro. Ele é favorável que a comunidade lute para que seja pavimentada e não para fechar.

Segundo ele, existe uma possibilidade de ser colocado cascalho na estrada para evitar a poeira. “Temos que todos lutar pela mesma bandeira que é a pavimentação, pois a estrada facilita a entrada e saído do bairro, além de ajudar na ligação com outras comunidades”, explica Reginaldo.

Tentativa

Segundo informações da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado, o secretário Thiago Vieira recebeu nesta semana o prefeito de Criciúma, que foi cobrar uma posição sobre a obra. O secretário informou que pelo menos, a prioridade é a Jorge Lacerda e que somente será viável a conclusão do Anel Viário, assim que o Governo do Estado abrir novos créditos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.