Criciúma já vacinou mais de 40 mil pessoas contra influenza

Campanha Nacional de Vacinação será realizada até o dia 5 de junho

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

A Secretaria de Saúde de Criciúma vacinou aproximadamente 42 mil pessoas contra a influenza. A Campanha Nacional de Vacinação, que iniciou no dia 23 de março, encerrará em 5 de junho.

Segundo a técnica em Enfermagem do Setor de Imunização do município, Kelli Barp Zanette, o número de vacinados no município em 2020, deve ultrapassar a somatória do ano anterior, quando 56.562 doses foram aplicadas. “Acreditamos que os números serão maiores desta vez, pois novas categorias foram colocadas na campanha. Já recebemos um quantitativo expressivo e a demanda tem sido grande nos últimos dias”, destaca.

- PUBLICIDADE -

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza de 2020 conta com três fases. Na primeira foram vacinados idosos e profissionais da saúde. Já na segunda as classes contempladas foram de militares, policiais civis, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, agentes penitenciários, pessoas privadas de liberdade, pacientes com comorbidades e idosos.

A terceira fase está dividida em duas etapas. Na primeira delas foram liberadas vacinas para gestantes, puérperas, pessoas com deficientes e crianças acima de seis meses e que não completaram seis anos. Já na segunda etapa, que iniciou no dia 18 de maio, as vacinas estão disponibilizadas para professores e pessoas entre 55 e 59 anos, sem comorbidades. As demais categorias contempladas nas fases anteriores seguem sendo vacinadas normalmente.

As doses são aplicadas nas salas de vacinas da Secretaria de Saúde de Criciúma. O Setor de Imunização do município reforça o pedido para que procurem as unidades somente as pessoas que forem receber a vacina, sem acompanhantes, no intuito de evitar aglomerações, em prevenção contra a Covid-19.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.