Criciúma: Gestores e professores passam por formação para aulas remotas

A reunião foi realizada por meio de uma webconferência com o coordenador pedagógico da Secretaria Municipal de Educação, Angelo Machado Bortolon. A previsão é que as aulas remotas iniciem na primeira quinzena de maio.

- PUBLICIDADE -

Nesta quarta-feira (22), os professores e gestores das 67 escolas municipais de Criciúma passaram por uma capacitação. A formação foi para mostrar e ensinar o uso da ferramenta Google Classroom, que será utilizada nas aulas remotas. A reunião foi realizada por meio de uma webconferência com o coordenador pedagógico da Secretaria Municipal de Educação, Angelo Machado Bortolon. A previsão é que as aulas remotas iniciem na primeira quinzena de maio.

O coordenador explanou passo a passo do uso da ferramenta. Além da webconferência, serão disponibilizados vídeos curtos explicativos, que ficarão disponíveis para o acesso dos profissionais. O órgão municipal já cadastrou todas as 900 turmas da rede municipal de ensino na ferramenta. O trabalho foi realizado em parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI).

- PUBLICIDADE -

Outra formação

Além da formação para uso da ferramenta, os professores também passarão por outra capacitação, focando na metodologia que será usada nas atividades remotas. Conforme a gerente pedagógica, Silvana Bento, a formação orientará os docentes para o uso de metodologias para as atividades não presenciais. A capacitação será realizada nesta quinta-feira (23) e sexta-feira (24).

“Por exemplo, nas atividades não presenciais, o professor usará o subsídio de vídeo, imagens, links e jogos, mas para os alunos que não têm acesso à internet, ele terá que transcrever essa atividade para o estudante receber de forma impressa”, explica. Os estudantes que não tiverem acesso às ferramentas online, os pais ou responsáveis irão até a escola, quinzenalmente, buscar as atividades. O cronograma e, posteriormente, a divulgação serão feitas pelas escolas.

A formação será separada por etapas: Educação Infantil, do 1º ao 2º ano, que é o período de alfabetização, do 3º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano. “Após a capacitação, será feita uma semana de teste. Os professores iniciarão a postagem das atividades para depois iniciar com os alunos”, explicou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.