Amrec revoga decreto e flexibiliza restrições

Após discórdia, colegiado da região editará novas medidas que permitem reabertura dos supermercados e restaurantes aos domingos

Foto: Lucas Colombo/ Arquivo TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Após polêmica, não adesões e mandados de segurança, o colegiado da Amrec realizou uma reunião ontem que decidiu revogar o decreto que suspendia o funcionamento de supermercados, restaurantes e comércio aos domingos. Assim, as medidas restritivas em vigor atualmente em Nova Veneza, Urussanga e Criciúma, que não alteraram o decreto anterior, passarão a valer nos 12 municípios da região.

- PUBLICIDADE -

A exceção será no município de Içara, onde os representantes comerciais optaram por manter as portas fechadas aos domingos – inclusive uma rede forte de supermercados. A decisão foi tomada após reunião das entidades com o prefeito Murialdo Gastaldon.

Decreto até o dia 10

A revogação das restrições estabelecidas na semana passada foi justificada pelo presidente da Amrec, prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, afirmando que o decreto anterior, que prevê a abertura aos domingos, valerá até o dia 10. “Como o Governo do Estado colocou os restaurantes como serviço essencial, em um acordo entre os prefeitos decidimos prorrogar o decreto de forma unificada até o dia 10”, disse.

O decreto editado na semana passada gerou decisões judiciais contrárias ao que foi definido pela Amrec. Os supermercados em Orleans, Cocal do Sul e Siderópolis tiveram a liberação para funcionar, após entrar com pedido de mandado de segurança. As decisões judiciais repercutiram em Forquilhinha, que alterou o decreto e permitiu a abertura dos supermercados no domingo.

Novos casos na região

Novos casos de coronavírus são diagnosticados na região, mas cresce o número de curados. Em toda a Amrec, são 5.951 pessoas identificadas com o vírus, sendo 3.643 curados – quase 2,3 mil ativos. A região soma 78 óbitos até o momento – quase metade em Criciúma, com 36 mortes.

No maior município da Amrec, permanecem ativos 1.359 casos de coronavírus. 108 pacientes permanecem em internação hospitalar: 49 em UTI (sendo 11 de residentes em Criciúma) e 59 em clínica, de acordo com boletim epidemiológico divulgado ontem pela prefeitura.

Na última sexta-feira, havia 1.371 casos ativos de coronavírus no município, o que apresenta uma queda de 12 casos em agosto. Porém, nos quatro primeiros dias do mês, foram cinco óbitos por Covid-19 de residentes de Criciúma e outros dois de outros municípios. O número de internações em UTI também aumentou – de 44 no dia 31 de julho para 49 ontem.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.