Procura-se e paga-se bem

Leia a coluna completa no Jornal Tribuna de Notícias

- PUBLICIDADE -

Presidente Jair Bolsonaro comunicou que ninguém será obrigado a tomar a vacina contra coronavírus. Aí vem a notícia de que caberá ao Supremo Tribunal Federal decidir sobre a obrigatoriedade dessa inoculação. Diante disso, percebe-se que está na hora de os brasileiros dispensarem os serviços do presidente da República. Para que mantermos um presidente, se contamos com um Supremo Tribunal tão solícito e diligente que goza de uma reputação nunca dantes imaginada? Porém se a obrigatoriedade da vacina nos for imposta, nós, brasileiros, pelo menos os não idosos, temos a opção de  sair correndo à procura de pessoas infectadas com o coronavírus, a fim de contrairmos essa doença cuja letalidade é bem baixa. Isso é preferível a ter de tomar uma vacina cuja pesquisa não trabalhou durante o tempo necessário para comprovar sua  eficácia  e,  principalmente,  a ausência de efeitos colaterais e, que, além de tudo, pode sim interferir no nosso DNA.  Vamos com calma gente.

O conteúdo completo você acompanha na edição impressa do Jornal Tribuna de Notícias ou no TN Digital. Leia esta e muitas outras colunas, ligue para o (48) 3478-2900 e assine!

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.