Caso Vivian: Mobilização pede leis mais severas contra o feminicídio

Familiares e amigos de Vivian Lais Philippi realizaram um encontro no fim da tarde dessa segunda-feira, exatamente quatro anos após o assassinato da jovem içarense

Foto: Lucas Lemos/Canal Içara
- PUBLICIDADE -

Içara

Balões brancos ganharam o céu de Içara no entardecer dessa segunda-feira, 4, em um momento marcado pela saudade, reflexão e pedido por uma legislação mais rígida. Exatamente quatro anos após a morte de Vivian Lais Philippi, brutalmente assassinada no dia 4 de março de 2015, familiares e amigos resolveram fazer um ato no local onde a jovem foi morta.

- PUBLICIDADE -

Chamada de “Encontro pela Paz”, a mobilização realizada no bairro Tereza Cristina buscou alertar, principalmente as mulheres e jovens, para os casos elevados de feminicídio e pedir às autoridades leis mais severas para punir esse tipo de violência. Cartazes fixados no local reivindicavam ainda o fim do indulto e da redução de penas, faziam um apelo às mulheres para que elas denunciem os abusos sofridos e destacavam a importância das escolas debaterem sobre a violência sexual.

Quatro anos de saudades

O crime ocorrido no dia 4 de março de 2015 chocou os moradores de Içara e causou comoção em toda a região. Vivian Lais Philippi, de 17 anos, foi estuprada e morta por um conhecido a poucos metros de casa. O corpo da jovem foi encontrado dentro de um barraco utilizado para guardar materiais de construção e apresentava sinais de estrangulamento, assim como diversos ferimentos pelo corpo.

O autor do assassinato, na época com 18 anos, foi levado a Júri Popular em dezembro de 2015 e condenado, no total, a 30 anos de reclusão.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Içara

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.