Uma ponte entre o Governo do Estado e o Sul

Em seu segundo mandato como deputado estadual, Rodrigo Minotto se destacou não apenas no âmbito legislativo, mas também em trazer o governador para a região

- PUBLICIDADE -

Criciúma/Florianópolis

O primeiro ano do novo Governo do Estado foi marcado pelo anúncio de importantes obras no Sul catarinense. E muito disso, pela ponte que o deputado Rodrigo Minotto (PDT) fez entre o governador Carlos Moisés (PSL) e a região. Quase 12 meses após o reinício dos trabalhos na Assembleia Legislativa (Alesc), o parlamentar faz um balanço no trabalho feito neste período.

- PUBLICIDADE -

No primeiro ano do segundo mandato como deputado estadual, Minotto foi eleito o 2º vice-presidente da Casa, além de apresentar 397 proposições. Para ele, um dos destaque foi a ampliação dos recursos para bolsas de estudo através dos Artigos 170 e 171.

“Era uma luta do mandato passado, que eu não consegui. O governo não tinha essa visão. E conseguimos alavancar de R$ 65 milhões de 2018 para R$ 204 milhões em 2019. São mais de 30 mil alunos beneficiados no Estado de Santa Catarina. Deu para perceber que esse primeiro ano foi muito resolutivo. Conseguimos alcançar um posto importante na diretoria da Assembleia, na função de 2º vice-presidente. Isso ocasionou em mim um amadurecimento, uma boa relação dentro da Assembleia. Novos deputados entraram. Foram 22 novos deputados que assumiram. E a gente conseguiu superar as eleições de 2018, voltando para a assembleia um outro momento bem diferente na política nacional e na política de Santa Catarina”, afirma o parlamentar.

O deputado também destacou o protagonismo da Assembleia Legislativa em 2019, principalmente em decisões importantes para o Estado como a Reforma Administrativa e os incentivos fiscais.

“A assembleia teve um papel significativo na participação de todos os 40 deputados, quando nós estabelecemos e aprovamos o rescaldo fiscal. Equilibramos as alíquotas para os setores econômicos em Santa Catarina, visando cada vez mais o fortalecimento da nossa indústria e comércio e geração de empregos. Tanto que o estado de Santa Catarina é o segundo ou terceiro estado da Federação que mais gerou empregos em 2019. Tivemos várias ações importantes que mostraram que a participação efetiva da assembleia foi fundamental. Entre elas, a questão da celeridade dos processos de autoria do Governo do Estado. Acredito que a assembleia teve grande protagonismo nessa história”, enfatiza.
Um dos diferenciais deste ano foi a renovação da Assembleia Legislativa, com um grande número de deputados em primeiro mandato. Mas Minotto garante que o clima foi de respeito.

“Uma convivência muito respeitosa entre os colegas deputados, respeitando as diferenças ideológicas ou programáticas de cada um. Tivemos uma mandato excelente. Tudo aquilo que a Alesc pode contribuir com o nosso Estado, contribuiu na condição da presidência do nosso presidente Júlio Garcia. Uma pessoa que tem conhecimento, respaldo, conteúdo, e isso colabora. Não somos uma assembleia que é uma ilha. Existe uma ponte entre o governo e a assembleia”, destaca.

Leia a matéria completa no Tribuna de Notícias deste fim de semana

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.