Ação contra os pedágios deve ser protocolada até 15 de dezembro

Grupo montado na Fecam busca fortalecer argumentação para impedir o leilão para a concessão da BR-101

- PUBLICIDADE -

Florianópolis

As lideranças da região seguem determinadas a impedir o leilão de concessão de concessão do trecho sul da BR-101. Após a decisão, em uma audiência pública, de judicializar o processo, representantes das associações de municípios do Sul se reuniram na Federação Catarinense de Municípios (Fecam), onde discutiram alguns pontos que serão apresentados na ação civil pública que será levada à Justiça Federal.

- PUBLICIDADE -

Segundo o diretor executivo da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Lei Alexandre, o encontro foi de encaminhamentos. “Foi uma reunião para discutir os pontos e as tarefas de cada um, o que terá que ser feito para fazer uma proposição que nos dê um resultado positivo”, explica.

Para montar a ação, a Fecam contratou uma equipe de assessoria jurídica, que usará as informações fornecidas pelo deputado Volnei Weber (MDB), que destacou uma série de possíveis irregularidades no edital de concessão, e também pelas três associações de municípios do Sul (Amrec, Amesc e Amurel). Além disso, serão chamadas entidades para fortalecer o movimento.

“Decidiu-se convidar entidades representativas de setor de transporte, consumerista, as associações comerciais e empresariais, CDL, sindicatos e federações. Isso com o objetivo de dar maior robustez, maior legitimidade ao processo”, explica o advogado do gabinete de Weber, Rodrigo Pavei.

Leia a matéria completa na edição desta quinta-feira do Tribuna de Notícias

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.