Um novo momento para a Via Rápida

Rodovia que se tornou o principal acesso de Criciúma começa a receber serviços de manutenção, como roçadas, por parte do Estado

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Uma semana após o governador Carlos Moisés sancionar a lei de estadualização da Rodovia Aristides Bolan, a Via Rápida, como é mais conhecida, já começa a receber os primeiros trabalhos de manutenção autorizados pelo Estado. Ontem, funcionários de uma empresa terceirizada faziam o serviço de roçada no canteiro central, uma antiga reivindicação de motoristas, pedestres e ciclistas que costumam utilizar esse acesso entre Criciúma, Içara e BR-101.

- PUBLICIDADE -

Porém, na medida em que o matagal era cortado pelos trabalhadores, um problema gerado pela falta de consciência dos usuários da via voltava à tona: a quantidade de lixo descartado irregularmente às margens da pista. Segundo a empresa responsável pelo serviço, uma equipe está fazendo o recolhimento desses resíduos, conforme o trabalho de roçada avança. A projeção é que, até o fim desta semana, a limpeza seja concluída em todo o trecho.

Fiscalização será efetiva

Além das medidas voltadas à infraestrutura, a estadualização da Via Rápida também promove avanços em relação à segurança no local. Oficialmente pertencendo ao Estado, a rodovia agora passa a ser também de responsabilidade e fiscalização do Posto 14 da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), com sede em Içara.

De acordo com o comandante do P14 da PMRv, sargento Anísio Fraga, o posto está autorizado a atuar ao longo da via, algo que não podia ser feito antes da estadualização ser efetivada. “Estamos apenas fazendo alguns ajustes no sistema, para começarmos a fazer uma fiscalização efetiva nessa rodovia, inclusive com fiscalização eletrônica. Mas já tem sido feito patrulhamento no local”, destaca o comandante.

Como ocorre nas demais rodovias estaduais de Santa Catarina, a fiscalização eletrônica será móvel, já que os radares fixos estão proibidos por lei desde 2002.

Confira mais detalhes na edição desta terça-feira, 19, do jornal Tribuna de Notícias. 

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.