Transferência de fábrica de ração é sugerida em Criciúma

Assunto está entre os pontos levantados na Câmara de Vereadores, em relação a uma empresa instalada no bairro São Luiz

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A transferência de uma fábrica de ração localizada no bairro São Luiz para outra área de Criciúma está entre as sugestões apresentadas pelo Legislativo Municipal, para minimizar os transtornos à comunidade. O assunto voltou à discussão na sessão dessa segunda-feira, 9, com um requerimento do vereador Edson Luiz do Nascimento, o Paiol (PP). Segundo ele, a unidade da empresa continua impactando o meio ambiente, a mobilidade urbana e a saúde pública do entorno.

- PUBLICIDADE -

No requerimento, o vereador questiona o Município se há algum tipo de fiscalização em relação aos pombos e ao mau cheiro gerado pela fábrica, assim como ao tráfego intenso, e se a arrecadação compensa os danos à comunidade. “A empresa não cabe mais ali. Ela tem que ser transferida para outro local, como próximo à BR-101. Então o pedido é para que o poder público se sensibilize com os moradores dessa região e busque viabilizar um local nas proximidades da BR, dando um suporte para que essa empresa saia dali”, explana Paiol.

Conforme o vereador, não há benefícios visíveis gerados por ela, já que a ração produzida tem como destino final abatedouros de outros municípios e regiões. “Nem emprego gera, já que são apenas cinco ou seis pessoas de Criciúma. Os outros funcionários são de fora. Então ela está no local errado”, pontua Paiol.

 

Confira a reportagem completa na edição desta terça-feira, 10, do jornal Tribuna de Notícias. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.