Sombrio: Hospital Dom Joaquim cresce com apoio da comunidade

Instituição passa a ofertar, a partir desta segunda-feira, 15, atendimentos ortopédicos 24 horas. Entre as ações futuras está a inauguração de salas cirúrgicas, implantação de UTI e hemodiálise

Foto: Divulgação Imas/Morgana Vieira
- PUBLICIDADE -

Sombrio

Após passar por momentos conturbados, chegando a ter os serviços interrompidos, o Hospital Dom Joaquim, de Sombrio, reergue-se com o auxílio da comunidade. Há pouco mais de um ano, a instituição de saúde foi adquirida pelo Instituto Maria Schmitt (Imas), mudando o destino da entidade. Entre as melhorias realizadas no local está o Pronto Atendimento Ortopédico 24 Horas, que abre as portas a partir desta segunda-feira, 15.

- PUBLICIDADE -

De acordo com a enfermeira e diretora do hospital, Mariele Dassoler, a instituição será pioneira nesse tipo de serviço. “A ideia do Pronto Atendimento Ortopédico 24 Horas surgiu devido a uma necessidade da região, porque nenhum hospital tem esse Pronto Atendimento aqui no Extremo-Sul. Nós vamos ser o primeiro a ter essa prestação de serviço”, conta.

Segundo ela, até então, os moradores do município e de outras cidades do entorno precisavam ser encaminhados a Araranguá ou Criciúma para receber esse tipo de atendimento. “Tendo esse serviço aqui, a gente vai conseguir ser um hospital mais resolutivo, resolvendo os problemas dos pacientes que chegam vítimas de acidente, de queda, que tenham fratura ou suspeita de fratura”, ressalta a diretora.

Apenas o primeiro passo

Nesse primeiro momento, a novidade estará disponível para atendimentos particulares, convênios e para os associados do plano comercializado pelo Dom Joaquim. “Vamos atender também cirurgias eletivas e os encaminhamentos dos postos de saúde. No pronto-socorro, urgência e emergência, não vamos atender, porque não temos contrato com o Estado ainda. Aí vai ser um segundo passo”, explica Mariele.

A equipe de Ortopedia e Traumatologia será composta por quatro profissionais, fornecendo um tratamento mais humanizado e de qualidade.

Investimentos com parcerias e doações

O Imas assumiu o Hospital Dom Joaquim em junho de 2018, após o local passar por dificuldades com o antigo gestor. De acordo com Mariele, nesse primeiro ano de caminhada, foram realizadas várias melhorias, como a aquisição de itens indispensáveis para a prestação dos serviços. “A gente tinha um déficit em equipamentos, como monitor e respirador. Eles são necessários para urgência e emergência, para salvar a vida de um paciente. Então o Imas chegou e fez um investimento bem alto em equipamentos e reformou a recepção SUS”, detalha a diretora.

Outra conquista importante ressaltada pela responsável é o apoio da comunidade para reerguer a instituição. Por meio de campanhas, são realizadas outras melhorias, como a pintura e a adoção de quartos. “Hoje o hospital tem credibilidade e a população está querendo nos ajudar. Empresas, famílias e pessoas físicas vão adotar e reformar esses 28 quartos”, expõe Mariele.

Um casal também realizou a doação de R$ 500 mil para o hospital, valor destinado ao bloco cirúrgico. “Compramos os equipamentos e, daqui uns dias, acredito que agora no início de agosto, a gente vai estar inaugurando duas salas cirúrgicas novas” comemora a diretora.

Projetos são encaminhados

Com o hospital sendo reerguido, o Imas e o Poder Público já planejam novos projetos e ações. “A gente espera conseguir, até dezembro de 2019, implantar a UTI. E, possivelmente, também uma clínica de hemodiálise, para os pacientes de Sombrio, Balneário Gaivota, Santa Rosa do Sul, Passo de Torres, São João do Sul, não terem que se deslocar até o Regional de Araranguá para fazer hemodiálise. Como esses pacientes costumam ficar muito debilitados, a gente quer prestar esse serviço aqui. Mas o nosso próximo objetivo e projeto é a UTI primeiro”, elenca a diretora.

A instituição também planeja investir na venda do plano de saúde do hospital, pois, segundo Mariele, é ele que vai ajudar a manter a estrutura e possibilitar abrir novos serviços.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Sombrio

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.