Obras da rede de esgoto iniciam na região do São Luiz

Implantação começa de forma gradual nessa região de Criciúma, iniciando por rua paralela à Avenida Santos Dumont

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Quem transita pela Rua Men de Sá, paralela à Avenida Santos Dumont, em Criciúma, nota uma movimentação de trabalhadores e placas de sinalização indicando desvio em um trecho. A via localizada entre os bairros Michel e São Luiz é uma das primeiras a receber as obras de implantação da rede de esgoto, iniciadas nessa semana. O serviço é executado pela empresa Itajuí, contratada pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), em parceria com o Município.

- PUBLICIDADE -

Além da Rua Men de Sá, um ponto no Loteamento Dal Pont também já começa a receber as primeiras intervenções para instalação da rede. “Começamos nesta semana com duas frentes de serviço e, gradativamente, elas vão ser aumentadas, até chegar a cinco frentes. Estamos trabalhando no Michel, paralelo à Avenida Santos Dumont, só para início de obra, para não causar impacto logo na arrancada”, expõe o chefe da Agência Criciúma da Casan, Jaison Speck.

A intenção, de acordo com ele, é que a terceira frente de trabalho comece a atuar na próxima semana, só que no sentido oposto à atual, em direção ao bairro Fábio Silva. As outras duas equipes iniciarão em seguida.

Caminhada junto ao binário

No total, a rede contará com 40 mil metros de extensão e resultará em 2.450 ligações, com investimento de R$ 16 milhões. A obra tem duração prevista de 18 meses, mas há uma condicionante, segundo o chefe da agência. “Esse prazo está amarrado junto à Prefeitura, porque ela vai fazer a obra do binário. Para isso, ela vai abrir a Santos Dumont, para fazer a drenagem. E a gente só pode colocar a rede de esgoto depois que ela implantar a galeria para a passagem da água pluvial”, explica Speck.

Por isso, os primeiros trechos da rede iniciaram em ruas com menor fluxo de veículos ou que geram impactos menores à população em geral. “Estamos fazendo na periferia, em relação a Santos Dumont. Ou seja, começou um pouco mais afastado, nas pontas, para deixar realmente a avenida por último. Quando a Prefeitura intervir ali, logo em seguida a gente já vai também, caminhando juntos”, complementa.

Compreensão

Como é preciso cavar a rua para a instalação da tubulação, o chefe da agência diz que a população precisa ter paciência com os transtornos temporários. “A gente pede compreensão em relação a isso e também que só sejam feitas as ligações na rede após realmente a obra ser concluída”, orienta Speck.

Quando finalizada essa parte do sistema de esgotamento sanitário, o esgoto coletado será destinado à Estação de Tratamento da Santa Luzia, que passará por ampliação dos tanques, para atender a demanda.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.