Jeep Day reúne mais de 400 veículos

Evento organizado pela Gambatto levou apaixonados de Criciúma a Tubarão

- PUBLICIDADE -

Criciúma/Tubarão

O domingo foi de celebração aos apaixonados pela Jeep. Donos de veículos da marca se reunir para uma viagem festiva na sexta edição do Jeep Day Gambatto. O evento, organizado pela Jeep Gambatto, superou as expectativas e reuniu mais de 400 veículos.

- PUBLICIDADE -

Participaram da viagem entre Criciúma e Tubarão, desde os novos sucessos da marca americana, como o Renegade e o Compass, até grandes clássicos. “Foi um sucesso total. Público acima do esperado”, afirmou a gerente da Gambatto de Criciúma, e organizadora do evento, Ana Paula Castelli.

O passeio iniciou às 8h da manhã, na Concessionária Jeep Gambatto, na Avenida Jorge Elias De Lucca, do Bairro Nossa Senhora da Salete. Os participantes foram recepcionados com um café da manhã e saíram por volta das 10h20 em direção a Tubarão, onde chegaram ao meio dia.

O destino foi o clube Todai-Ji, onde os foi servido um almoço com 65 costelas de chão oferecidas pela marca, além de passeio de balão, stand-up com Darci e acústico voz e violão com Moriel Costa, vocalista da banda Dazaranha.  “Essa foi a principal atração. O público interagiu muito”, conta a organizadora.

Ação social

A solidariedade também teve espaço no Jeep Day. Em uma ação social, foram arrecadados mais de 200 pacotes de fraldas, que serão destinadas às crianças da Casa Guido. “Tivemos a presença da diretoria da Casa Guido recolhendo as doações”, revela Ana Paula.

Com o sucesso de mais essa edição, os organizadores já começam a pensar no Jeep Day 2020. “Próximo ano é um próximo destino e uma nova surpresa. Todo ano é mudado o trajeto, o local, a cidade e as atrações”, completa.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.