Fundação Cultural lança Festival “Uma Canção para Criciúma”

Iniciativa é uma parceria com a Rádio Som Maior e Jornal Tribuna de Notícias (TN). Evento celebrará os 140 anos do município

Foto: Lucas Colombo/ Arquivo TN

- PUBLICIDADE -

Criciúma

A Administração Municipal, por meio da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), em parceria com a Rádio Som Maior e Jornal Tribuna de Notícias (TN), lançou nesta terça-feira, 16, o Festival “Uma Canção para Criciúma”, em comemoração aos 140 anos do município, celebrados no dia 6 de janeiro de 2020. Para festejar a data, os artistas locais terão a oportunidade de mostrar o amor pela cidade por meio de uma composição musical que mencione Criciúma. O festival será realizado entre os dias 13 e 16 de novembro, no Teatro Municipal Elias Angeloni.

- PUBLICIDADE -

Para o presidente da FCC, Júlio Lopes, o aniversário de Criciúma é uma data importante e deve ser comemorado de um jeito diferente. “Eu sou de Florianópolis e, em 1968, foi feito um festival na cidade com a mesma finalidade e eu participei da organização do evento. Então, agora, eu quero reviver esse momento em Criciúma”, revela.

As inscrições iniciam no dia 1º de agosto e seguem até o dia 1º de outubro. A iniciativa contará com premiações de primeiro, segundo e terceiro lugar, melhor intérprete e melhor música e letra. “Eu acho que nós temos uma chance enorme de valorizar o artista local, pois o evento vai ser em Criciúma e há muito tempo não se fazia nada parecido. Então, o artista local tem a chance, neste evento, de expor a sua música e entrar nesse roteiro tão esperado, que é o reconhecimento”, conta o diretor cultural da FCC, Evandro Bortolotto Prêmoli.

O link do edital está disponível no site da FCC.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.