Fim de ano marcado por festivais de dança no Teatro Elias Angeloni

Espaço referência no setor cultural e artístico de Criciúma receberá três atrações do gênero em novembro e dezembro

Foto: Arquivo/Unesc

- PUBLICIDADE -

Criciúma

O fim de ano será movimentado no setor cultural e artístico de Criciúma. Ao longo das próximas semanas, o palco do Teatro Municipal Elias Angeloni recebe três festivais de dança, incentivando os talentos locais e regionais.

- PUBLICIDADE -

O primeiro deles, o Espetáculo de Dança Ballet Coppélia Divertissement, ocorre no dia 23 de novembro, às 19h30min. Promovido pelo Núcleo de Dança Valter Savi, o evento possui classificação indicativa livre para todos os públicos. Os ingressos podem ser adquiridos no próprio Núcleo e quem quiser mais informações deve entrar em contato pelo telefone (48) 99954-6472.

Já entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro, o teatro será palco do tradicional Unesc em Dança. Já na 20ª edição, o evento é promovido pela Universidade do Extremo Sul Catarinense e visa o aprimoramento técnico e artístico dos bailarinos e a valorização da arte e da cultura local. A atração também é aberta a todos os públicos e, nesse caso, a entrada é gratuita.

Encerrando a temporada dos festivais, no dia 7 de dezembro, a partir das 19h, ocorre o XXIV Espetáculo de Dança Viviane Candiotto. Também com classificação livre, o evento ocorre anualmente e já faz história no palco do Teatro Municipal. Os ingressos estão disponíveis na Escola de Dança Viviane Candiotto. Mais informações podem ser obtidas pelo (48) 3433-9077.

Toda a programação cultural do Teatro Elias Angeloni pode ser acompanhada nas páginas oficiais do espaço de cultura, como o Facebook (Teatro Elias Angeloni) e Instagram (@teatroeliasangeloni).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.