Criciúma: terreno é transformado em depósito irregular de lixo

Espaço localizado ao lado do Centro Comunitário do Boa Vista é utilizado por moradores próximos para descarte de diferentes tipos de resíduo

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Pedaços de madeira, restos de materiais de construção, itens plásticos, galhos de árvores, lixo doméstico e até animais mortos. Esses são apenas alguns dos resíduos que se acumulam em um terreno localizado ao lado do Centro Comunitário do bairro Boa Vista, em Criciúma. A cena “recepciona” quem chega à comunidade pela Rua Silvino Rovaris, a principal do bairro, e é encarada diariamente por quem mora nas proximidades ou frequenta o espaço multiuso.

- PUBLICIDADE -

O descarte irregular de resíduos nesse terreno é recorrente, desrespeitando as sinalizações que foram fixadas no local. “Nós já retiramos um lixão que existia nesse ponto e colocamos placas. Procuramos a prefeitura, que nos deu caminhão e máquina, e tiramos todo o lixo dali. A prefeitura colocou terra e grama, mas eles continuaram colocando lixo. A gente limpou e colocou placa novamente, mas ela foi tirada. Então faz três meses que começou de novo e chegou num ponto que não dá mais”, comenta o morador do bairro Amaral Bittencourt.

Segundo Bittencourt, o descarte foi feito por alguns moradores das proximidades e gera transtornos para o restante da população. “Como temos o 24 Horas perto, passam os médicos e os pacientes em frente a esse local. Tem o Clube de Mães e o grupo de idosos que frequentam o Centro Comunitário ali do lado. Fica na entrada da nossa comunidade, então é a recepção das pessoas que vêm para o bairro. Isso denigre a imagem da comunidade”, destaca.

Além disso, a rua em frente ao depósito também é trajeto de muitas crianças que frequentam a creche, o que aumenta ainda mais a preocupação dos moradores do bairro.

 

Confira a reportagem completa na edição desta quarta-feira, 31, do TN. 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.