Criciúma: Cultura e artesanato unidos em uma mesma ação

Projeto Raízes incentiva as integrantes dos Clubes de Mães da Afasc a conhecerem melhor as etnias que compõem a história de Criciúma e representá-las nas peças confeccionadas

Foto: Divulgação/Afasc
- PUBLICIDADE -

Criciúma

As peças decorativas, roupas e objetos para casa produzidos pelas integrantes dos Clubes de Mães de Criciúma ganharão um toque especial neste ano. O Projeto Raízes, desenvolvido pela Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc), busca aliar a história cultural do município com o artesanato. Com isso, os bordados e as pinturas serão enriquecidos com os traços de cada etnia que contribuiu para que a cidade se tornasse o que é atualmente.

- PUBLICIDADE -

O projeto foi lançado pela Afasc na tarde dessa sexta-feira, 29, no Centro de Convivência da Terceira Idade (CCTI). O evento apresentou a iniciativa às representantes dos 141 Clubes de Mães de Criciúma, onde a atividade será trabalhada ao longo de 2019. “Através desse projeto, será feita uma pesquisa junto a cada grupo, onde essas mulheres terão a oportunidade de conhecer melhor as raízes de cada etnia e conhecerem melhor a própria história. Então elas vão botar no tecido ou em outro objeto o que aprenderem de cada cultura”, explica a coordenadora dos Clubes de Mães da Afasc, Nézia João Pereira.

Ao todo, segundo Nézia, serão oito etnias trabalhadas nessa atividade: brasileira, italiana, alemã, portuguesa, negra, árabe, polonesa e espanhola. A intenção da Afasc é realizar uma exposição no fim do ano com as peças que forem produzidas em cima do projeto, que alcançará aproximadamente 3,1 mil mulheres de todas as regiões de Criciúma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.